Congresso Brasileiro de Ouvidores já começou

0
4



Teve inicio, na noite de ontem (19/09), o 11º Congresso Brasileiro de Ouvidores, resultado de uma parceria entre a Grube Editorial e a ABO (Associação Brasileira de Ouvidores). O evento, realizado na cidade de Santos, prossegue até amanhã, com conferências magnas versando sobre temas conceituais e painéis específicos que discutirão o cenário, particularidades e avanços da ouvidoria brasileira.


Ontem, na primeira palestra do congresso, após a abertura da solenidade, Edson Luiz Vismona, ex-presidente da ABO Nacional e ex-Secretário de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, apresentou a palestra “Ética, conduta e credibilidade do ouvidor”. Na seqüência, houve o lançamento do livro “Ouvidorias Universitárias – Relato de Experiências”, organizado por Fátima Vilanova e Carlos Alberto Tanezini, e que traz diversos testemunhos de experiências de êxito em ouvidorias.


Dando continuidade, o congresso abriu o dia de hoje com a palestra “O Brasil não é para amadores – estado, governo e burocracia na terra do jeitinho”, de Belmiro Valverde Jobim Castor, PHD em Administração Pública pela USC-University of Southern Califórnia e professor do Curso de Doutorado em Administração da PUC/PR, que discorreu sobre a atualidade político-administrativa brasileira, a qual tem influência decisiva na ação dos ouvidores públicos e privados. Na seqüência, Bernard Richard, Ombudsman da Província de New Brunswick, no Canadá, e ex-presidente do Fórum of Canadian Ombudsman, apresentou a experiência do ombudsman no Canadá e sua similaridade com o ouvidor brasileiro.


Ainda hoje, terão início as apresentações e debates em painéis específicos, com particularidades que possam vir a ser do interesse de outros grupos de ouvidores. Em sequência, os painéis apresentados serão: “As diversas faces das ouvidorias públicas”, “A eficácia da reclamação nas ouvidorias das empresas”, “Resoluções do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil: impacto nas ouvidorias” e “A atuação dos fóruns de ouvidores”.