Inadimplência cai 2% em novembro

0
2


Estudo da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, constatou que o índice de cheques devolvidos em novembro, de 2,81%, apresentou queda de 2% em relação ao de outubro (2,87%). Já em comparação com novembro de 2004 (2,36%) a inadimplência cresceu 19,2%.

“A queda da inadimplência de outubro para novembro era esperada, já que neste período o varejo começa a sentir os impactos da entrada do 13º salário no mercado. Outro fato que contribuiu para esta queda foi a necessidade dos consumidores honrarem seus compromissos para terem crédito no Natal”, explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque. “Em contrapartida, o aumento em relação a novembro de 2004 confirma a tendência de altos patamares de inadimplência observada neste ano todo”, complementa.

Os pagamentos com cheque à vista representaram 31,8% do total, e foram menores 2,8% ante a outubro e 1,8% frente ao mesmo período do ano passado. Já as transações pré-datadas corresponderam a 68,2% do total, e subiram 1,4% ante ao mês anterior e 0,9% em relação a novembro de 2004. Os cheques transacionados no varejo em novembro tiveram valor médio de R$ 137,90, superior 3% e 14%, respectivamente, na comparação com outubro deste ano e novembro do ano passado.

Na terceira posição na pesquisa anterior, Goiás despontou como o Estado melhor pagador em novembro, com índice de cheques honrados de 97,40%. Em segundo e terceiro lugar apareceram Rio Grande do Sul e Santa Catarina, com indicador de transações pagas de 97,39% e 97,36%, respectivamente.

Os Estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso e da Paraíba foram os que apresentaram os maiores indicadores de cheques devolvidos em novembro. No primeiro, o índice de cheques devolvidos ficou em 6,28%. Em Mato Grosso o indicador de inadimplência foi de 6,72%. Já na Paraíba foi registrado índice de cheques devolvidos de 4,08%.