Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Marisa otimiza experiência no e-commerce

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Paula Martins de Oliveira, head de marketing da Marisa

 Implementações trouxeram ganhos em velocidade e praticidade ao site da varejista

A agência digital full service Raccoon.Monks anunciou a concretização de uma parceria de sucesso com a Marisa, rede de moda feminina e lingeries no Brasil, que consistiu em otimizar o e-commerce da marca no tempo de carregamento das páginas e na correção de tags. Além de melhorar a experiência para as usuárias, as mudanças também favorecem o ranqueamento da empresa nos sites de busca. “As melhorias são importantíssimas para o SEO – Search Engine Optimization, pois são critérios que o Google estabelece como decisivos na hora de ranquear os sites”, informa Giovani Ortolani Barbosa, especialista de tags e tracking da agência. 

De acordo com a executiva, “isso acontece porque a experiência da cliente é, por si só, um fator de alta relevância para o buscador. Ou seja, toda alteração positiva nesse sentido também promove o SEO. O próprio Google já divulgou pesquisas afirmando que 53% das pessoas abandonam uma página que leva mais de 3 segundos para carregar — e cada segundo extra faz a taxa crescer em 20%”.

Transmitindo confiança
“Estamos muito satisfeitos com as melhorias realizadas pela Raccoon.Monks. A Marisa está focando seus esforços na transformação digital, com mais automação nos canais de atendimento e serviços oferecidos.  E para que essas mudanças cheguem às nossas consumidoras de forma otimizada, é fundamental que toda a sua experiência seja satisfatória e transmita confiança”, comentou Paula Martins de Oliveira, head de marketing da Marisa.

As métricas aplicadas nesse âmbito de experiência do usuário são chamadas de Core Web Vitals. Foi a partir delas que o time da Raccoon.Monks atuou, focando não apenas na velocidade de carregamento como também na correção de tags através do Google Tag Manager. “Em outras palavras, a resposta do e-commerce foi aprimorada para os comandos do internauta e outros detalhes que impactam na usabilidade. Além de trabalharmos ativamente nas Core Web Vitals, também resolvemos uma disparidade existente entre algumas páginas do e-commerce. As categorias nativas estavam funcionando de uma maneira diferente de algumas páginas (desenvolvidas em outra tecnologia por um fornecedor terceiro da Marisa). Agora, tudo está alinhado”, explicou Helder Vasconcelos Alves, supervisor de data analytics da agência.

Em uma visão mais técnica, Barbosa detalhou que “para explorar todas essas necessidades da consumidora, realizamos um mapeamento completo das tags do e-commerce, no qual validamos e alteramos o que era necessário. Além disso, houve uma otimização geral dos scripts previamente instalados, com renovação de bibliotecas, redução de linhas de código e utilização de novas funcionalidades que reduzissem o tamanho geral do container”..

Principais resultados
As implementações trouxeram um ganho de 24% no tempo total de carregamento de página e uma redução de 32% no tempo total de execução de tags para cada evento no site. Houve também uma evolução de aproximadamente 15% em melhorias de tarefas que podem influenciar a percepção e fluidez de navegação para as usuárias. Os resultados correspondem às métricas Core Web Vitals e influenciam diretamente no posicionamento orgânico do e-commerce nas pesquisas do Google.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima