Pesquisa indica crescimento do e-commerce no Brasil

0
0

A utilização da internet para a venda de produtos e serviços cresceu 37% no Brasil ao longo do último ano. A constatação se baseia em dados colhidos na segunda pesquisa sobre o assunto realizada pela Camara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico) em conjunto com a AMCHAM (Câmara Americana de Comércio de São Paulo) e a Boucinhas & Campos Internet Business.

Os números foram conseguidos no mês de junho, por intermédio de um questionário respondido por 184 empresários representantes de companhias associadas tanto à Amcham como à própria Camara-e.net, cujo objetivo foi o de levantar diversas características dos usos da internet nas empresas, sobretudo no que diz respeito ao comércio eletrônico. O crescimento do volume de negócios pela rede foi detectado por intermédio da comparação entre as respostas dadas em levantamento semelhante realizado no ano passado.

Ao serem perguntados se utilizavam a internet para venda de produtos e serviços na pesquisa de 2001, 17% dos entrevistados responderam positivamente e informaram que a estrutura tecnológica para esta prática já estava desenvolvida. Outros 21% afirmaram que estavam desenvolvendo plataformas para realizar vendas pela internet. Neste ano, 33% dos empresários disseram que suas respectivas empresas já trabalham com vendas na internet e possuem plataformas totalmente desenvolvidas. Outros 19% disseram que estão desenvolvendo estas ferramentas.

“A soma das duas situações em 2001 indicava que 38% das empresas adotavam a internet como ferramenta de negócios, enquanto que neste ano a soma alcança 52%, o que demonstra um crescimento de 37% no período,” explica o diretor executivo da Camara-e.net, Cid Torquato. Segundo ele, a pesquisa foi realizada como parte das comemorações pelo primeiro ano de atividade da Camara-e.net.

O estudo indica uma mudança significativa no modo como os empresários vêem a internet. Enquanto em 2001, 62% dos entrevistados acreditavam que a utilização da web não era pertinente com o tipo de atividade de suas empresas, em 2002 este percentual caiu para 40%. Apesar do crescimento na utilização da internet, a participação comércio eletrônico nos resultados das empresas ainda continua baixa. Na pesquisa realizada no mês passado, 56% dos entrevistados revelaram que as vendas realizadas através da internet representavam até 2,5% em relação ao volume total de vendas de suas empresas.

Outra revelação significativa trazida pela pesquisa é a constatação de que está crescendo num ritmo surpreendente, entre as empresas, a utilização da internet para a realização de processos de cotações para a compra de insumos e materiais. Em 2001, apenas 19% dos empresários consultados responderam positivamente à utilização desta alternativa. Neste ano 40% das respostas para esta questão foram positivas, o que representa um crescimento de 110%.

Apesar de não ter sido alvo da pesquisa realizada em 2001, os números referentes à utilização da estratégia de e-mail marketing também foram considerados surpreendentes. Entre todos os empresários consultados, 45% responderam que suas empresas já utilizam esta ferramenta.