Prazer em conhecê-lo

0
4



Com o cliente cada vez mais exigente, conhecedor dos seus direitos e com maior poder de compra, priorizando não só qualidade e preço, mas também a forma de como é atendido, o marketing de relacionamento tornou-se estratégico para empresas de todos os portes e segmentos. Já não dá mais para menosprezar o poder de uma ação personalizada, seja para reter ou conquistar novos clientes, afirma Patrícia Pessoa, gerente de marketing de relacionamento e redes sociais da Fiat Automóveis. Na visão da executiva, o mercado brasileiro está mais maduro para entender a importância do marketing de relacionamento na construção da marca. Essa evolução também é percebida pelas agências, que encontram as portas mais abertas. “Crescemos na oferta de serviços, na forma como oferecemos. Hoje os clientes estão preparados para exigir mais das empresas”, observa Sérgio Marcondes, diretor geral da Accentiv´Mimética.

 

Há também, aqueles que veem o marketing de relacionamento seguindo para um novo caminho, o de ´conexões pelo engajamento´, em que já não basta simplesmente comunicar uma oferta ou serviço, mas sim, desenvolver uma ação que envolva o consumidor, fazendo-o se sentir parte da empresa. “Como se a decisão de consumo fosse um ato decorrente de uma conexão, e não de uma venda. Tudo passa a ser uma conversa, em que no dia a dia desse diálogo, se constrói uma marca e se consegue a fidelidade”, avalia, Luiz Buono, vice-presidente de planejamento e atendimento da Fábrica.

 

Mas a questão pode estar na mudança de foco, da prioridade na aquisição de novos clientes, vendo o marketing de relacionamento como uma atividade cada vez mais cara e menos eficiente, para a fidelização e a retenção dos clientes atuais, analisa Fernando Guimarães, diretor de criação da Incentiva Marketing, blogueiro e autor do livro Os Pilares do Relacionamento, sobre programas de fidelidade que será publicado pela Campus/Elsevier. “Calcula-se que o custo de conquista de um novo cliente é, no mínimo, cinco vezes maior do que o custo de reter um cliente satisfeito. E clientes satisfeitos são mais lucrativos, pois estão mais predispostos a migrar para produtos Premium das marcas que consomem, além de indicarem suas preferências em suas redes de relacionamento. A empresa que não estiver levando a sério essa alteração de paradigma está correndo um sério risco de sobrevivência”, afirma o especialista.

 

Acompanhe com exclusividade a percepção que os profissionais da área têm sobre o cenário atual do mercado de marketing de relacionamento e, ao final da leitura, deixe sua opinião participando da nossa enquete e opine também na nossa página do LinkedIn.

 

Foco no alvo
Identificar informações relevantes é essencial para ter assertividade no contato com os clientes

 

Co-criação de valor, uma das perspectivas para o mercado
Importante estratégia de inovação e crescimento pode estar a caminho

 

Contato direto, muito além da comunicação
As várias vertentes do marketing de relacionamento

 

Maior produtividade e menos problemas para as agências
Ações customizadas resultam em resultados expressivos

 

A tecnologia como fiel aliada
Do e-mail marketing às redes sociais, estratégias encurtam a distância até o cliente

 

O reconhecimento do mercado
Empresas já entendem importância de investir no relacionamento com o cliente e geram resultados consistentes