Vendas no Dia dos Pais em São Paulo

0
8
Mesmo com liquidações de inverno, é esperado que para o Dia dos Pais deste ano haja um aumento de apenas 5% nas vendas no Estado de São Paulo. A pesquisa realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo, FCDLESP, aponta ainda que este é um nível baixo em relação ao ano passado, que ficou em 7%. Apesar da média, o ticket de compra dos consumidores pode ser de aproximadamente R$ 200,00.
“A inflação, a alta nas taxas de juros e outros fatores econômicos têm ameaçado a renda do consumidor. O comércio tem passado por diferentes situações, resultantes do comportamento dos consumidores. O período “pós-Copa” pode influenciar o ânimo no varejo”, afirma o presidente da FCDLESP, Mauricio Stainoff. Para o período, os produtos que mais aumentarão as vendas no estado serão os eletrônicos, como smartphones e tablets. Além de calçados, confecções de inverno e restaurantes.  
A região do Bom Retiro aponta uma expectativa de crescimento nas vendas de 5%, se comparado ao ano passado. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, CDL, do Bom Retiro, Nelson Tranquez, afirma que a situação da região é estável e as vendas estão baixas desde o período da Copa do Mundo. Os produtos de inverno, como casacos e sapatos serão os mais procurados. O ticket médio pode ficar em torno dos R$ 100,00. No ABC, a perspectiva de vendas mantém a mesma da capital, sendo de 5%. A tendência é se manter estável em relação ao mesmo período de 2013. “Verificamos que ano após ano as vendas têm aumentado gradualmente. O comércio manterá esse aumento pela importância da data ser comemorada, pelo crescimento econômico e por trazer novidades em todos os segmentos e gêneros, com preços mais atrativos”, afirma o presidente da CDL de São Bernardo do Campo, Marcello Alexandre. 
Em Santos há expectativas estáveis, porém, com estimativa de crescimento menor em comparação às demais regiões, de 2% a 3%. Já em Campinas e em Sorocaba, para o Dia dos Pais é esperado o mesmo aumento em relação a região metropolitana, próximo dos 5% e com ticket médio de R$200,00, para a primeira, e de R$100,00 a R$190,00, para a segunda. A região de Pindamonhangaba também terá um crescimento de 5%, só que com um ticket médio de R$90,00.