RESENHA: PAI RICO, PAI POBRE, livro de Robert Kiyosaki e Sharon Lechter

0
5

 

 

Momentos de crises e incertezas são
grandes oportunidades para reflexão. O cenário atual nos remete a uma série de
dúvidas sobre investimentos, futuro, emprego etc. Acredito que seja um bom
momento para avaliar as decisões em nosso ambiente familiar. Segue uma
recomendação de leitura que contrapõe dois estilos de gestão financeira.

O livro “Pai Rico, Pai Pobre”
é o resultado de uma parceria brilhante entre a consultora contábil Sharon L.
Lechter e o professor, empresário e escritor Robert Kiyosaki. Juntos, eles
organizaram essa obra prima da educação financeira pós-moderna. Após sete anos
de sua primeira edição, o tema continua atual. Uma chance ímpar para despertar
o gênio financeiro que existe em cada um de nós. 

Tudo começou com Sharon e sua
necessidade de ensinar algo diferente aos seus três filhos. A resposta padrão
“vá a escola, tire notas altas e depois procure um emprego seguro” já
não servia mais. Foi então que seu marido conheceu Robert tentando patentear
seu jogo educacional CASHFLOW. A empatia foi imediata e os
interesses convergiram para a redução do hiato educacional no tema
“finanças” para crianças, jovens e adultos. Ele já tinha os rascunhos
do livro e ela tratou de organizá-los.

Clique aqui para comprar!

“Pai Rico, Pai Pobre” é a
história sobre a infância de Robert. Ele teve a oportunidade de avaliar
opiniões contrárias com dois “pais” diferentes. O “pobre”,
seu pai biológico, um professor socialista e super graduado que sempre
enfrentou dificuldades financeiras pelas suas crenças e atitudes. E o “rico”,
pai de seu melhor amigo, um capitalista assumido que abandonou os estudos após
o segundo grau e seguiu seu caminho empreendedor.

Robert seguiu a trilha do pai rico.
Desde os nove anos de idade, foram seis lições básicas repetidas ao longo de
trinta anos. Lições que também podem ajudar a você a ser tornar mais rico,
independente do que aconteça nesse mundo cheio de incertezas.

A primeira lição foi aprendida depois
de muitas manhãs de sábado e alguns poucos centavos. Enquanto os pobres e a
classe média trabalham pelo dinheiro, os ricos fazem o dinheiro trabalhar para
eles. Robert e seu amigo aprenderam isso quando fundaram uma biblioteca de
gibis usados. O dinheiro trabalhava para eles mesmo quando não estavam
presentes fisicamente.

Na segunda lição, Robert aprendeu a
regra número 1 (e única!) para quem deseja ser rico: você precisa saber a
diferença entre um ativo e um passivo, e comprar ativos. A maioria das pessoas
tem dificuldades financeiras porque não conhece a diferença entre um ativo que cria
renda, e um passivo que gera despesa. Enquanto os ricos compram ativos, os
pobres e a classe média adquirem obrigações pensando que são ativos, incluindo
o carro e a casa própria.

A terceira lição é você cuidar de seus
negócios. Dedique-se à formação e à manutenção de uma sólida coluna de ativos,
mesmo que você esteja trabalhando como empregado. Não importa quanto você ganha,
mas sim o quanto você consegue conservar. Para isso, compre ativos reais como
negócios que não exigem sua presença, ações, títulos, fundos mútuos, imóveis
que gerem renda, promissórias e royalties de propriedade intelectual. Tudo que
tenha valor, gere renda ou se valorize e tenha liquidez.

A lição seguinte é focada no mercado
dos EUA, mas com as devidas considerações legais, vale a pena prestar a atenção
nos impostos e no poder da sociedade anônima. E a quinta lição é como os ricos
inventam dinheiro. Eles criam novos produtos e geram novas demandas.

Trabalhe para aprender, não trabalhe
pelo dinheiro. Essa é a sexta e última lição. Desenvolva suas habilidades
administrativas, como gestão de fluxo de caixa, de sistemas e de pessoal, e as
especializadas como a comercialização. Isso explica por que o autor passou por
diversas experiências profissionais, desde a guerra do Vietnã até cargos em
multinacionais.

O livro ensina ainda como superar os
principais obstáculos como medo, ceticismo, preguiça, maus hábitos e
arrogância. A partir daí as pessoas financeiramente alfabetizadas podem
desenvolver uma coluna de ativos com grandes montantes de fluxo de caixa.

Desde que esse livro foi publicado no
ano 2000, muitas crises e “bolhas” já abalaram o nosso mundo
globalizado, exatamente como previu o autor. Sobrevivemos a elas, mas muitas
outras ainda virão. Porém, essa releitura me proporcionou uma visão mais ampla
sobre a riqueza e as finanças. O que mudou é que agora eu tenho duas
filhas para ensinar. Como o autor repete várias vezes, o ponto principal é ter
o controle do seu destino. Então, mãos à obra… para fazer o dinheiro trabalhar.

Clique aqui para comprar!

PAI RICO PAI POBRE
“O que os ricos ensinam a seus filhos sobre
dinheiro”
Robert T. Kiyosaki & Sharon L.
Lechter
Editora Campus – 2000 (186 páginas)