Amizade com chefe prejudica a carreira?

0
0



Com a extensão das jornadas de trabalho e o aumento da interação entre as equipes, maiores são as chances de se estabelecer uma relação de afeto entre gestores e funcionários. Diante dessa realidade, surge um questionamento: a amizade entre gestor e colaborador pode prejudicar a empresa ou o profissional? Para 48% dos 325 entrevistados em uma pesquisa realizada pela Trabalhando.com Brasil, a amizade com o chefe pode prejudicar a carreira. Desses 48%, 33% acham que muitos colegas confundem trabalho com vida pessoal e podem achar que aumento de salário ou promoções estão sendo recebidas por conta da amizade e 15% acreditam que os colegas podem olhá-lo de forma diferente. Dos demais entrevistados, 52% acham que a amizade não atrapalha e que ela pode até harmonizar o ambiente profissional.

 

“Uma relação extraprofissional pode otimizar processos, facilitar o diálogo e suavizar a tensão do ambiente de trabalho. Por outro lado os laços afetivos podem ser meio caminho para que excessos de intimidade e possíveis favorecimentos venham à tona, gerando mal-estar entre os colegas e até mesmo uma competitividade negativa. O importante é sempre se manter o bom senso nesses casos”, explica Renato Grinberg, diretor-geral da Trabalhando.com.