Dia Mundial da Voz – Comemoremos a Saúde Vocal!

0
9

“Voz…instrumento de trabalho, identificação de nossos sentimentos, forma de relacionamento humano. Enaltecida nas artes, presente despercebidamente em outras profissões. Desperta sensações e grandes emoções… tão presente, tão necessária, nem sempre valorizada.”

Hoje é o 1o Dia Mundial da Voz. E o Brasil saiu na frente nessa comemoração, pois em 16 de abril de 1999 já comemorávamos o nosso 1o Dia Nacional da Voz. Agora, com reconhecimento mundial, contaremos com vozes belíssimas apoiando a campanha em busca da saúde vocal: Plácido Domingos, José Carreras, Tereza Salgado (Grupo MadreDeus).

Mas por que um dia especial para comemorarmos nossa voz?
Hoje 40% da população economicamente ativa é formada por profissionais da voz. Incluímos nesse grupo não apenas cantores, locutores e atores, mas profissionais presentes nas mais comuns atividades de nosso dia-a-dia: vendedores, professores, secretárias, e muitos outros. Para esses profissionais é a voz que estabelece o relacionamento interpessoal profissional. Além de instrumento de trabalho, não podemos nos esquecer do importante papel que a voz representa em nossas relações sociais – através dela estabelecemos vínculos, transmitimos pensamentos, emoções e despertamos sensações.

E o tele-operador, é um profissional da voz?
Com certeza! Sua voz é o mais importante instrumento de trabalho. Ao telefone é ela ferramenta para estabelecer proximidade com o cliente, transmitir segurança e conhecimento, passar a imagem positiva da empresa. O tele-operador deve usar o seu melhor Marketing Vocal em busca de resultados positivos nesse relacionamento. Se bem cuidada e utilizada, a voz é veículo eficiente de informação. Mas, exposta aos riscos, sofre alterações, podendo comprometer a qualidade da informação que transmitimos. E nem sempre temos plena consciência dos fatores que desencadeiam alterações da voz (disfonias). Portanto, a educação é a melhor forma de construírmos uma consciência vocal, buscando formas de utilizá-la sem exposição ao desgaste ou ao risco. Esse ano a campanha da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia visa exatamente essa consciência através do tema “Voz Educada: Saúde Cuidada”.

E você, o que pode fazer em benefício da sua saúde vocal?
A saúde da voz depende de muitos fatores: do ambiente ao qual está exposta, da forma como a utilizamos, do tempo de uso diário, dos fatores irritativos que a cercam, de nossa saúde geral, entre outros.

Existem algumas dicas importantes que auxiliam na prevenção de alterações da voz. Por exemplo, procure evitar:
– Cigarro e drogas;
– Tosse e pigarro;
– Bebidas alcoólicas;
– Falar em locais ruidosos;
– Gritar;
– Choque térmico;
– Automedicação.
Utilize sempre sua voz natural, sem esforço ou uso excessivo, e procure:
– Repousar a voz;
– Beber muita água;
– Realizar atividades físicas;
– Manter o vestuário confortável;
– Conservar uma alimentação equilibrada e saudável.

O uso correto da voz é a melhor garantia para a saúde vocal. Comportamentos vocais como o falar com esforço, sentindo pressão na laringe, são negativos. É importante saber reconhecer tais comportamentos inadequados e modificá-los.

Sensações como ardor, dor, fadiga, incômodo ao falar, falhas, perda de volume, rouquidão ou dificuldade de mudança do comportamento vocal devem ser avaliados por profissionais da área: fonoaudiólogo e otorrinolaringologista. A nossa voz necessita de conservação, saúde e, acima de tudo deve soar agradável.

Cuidar da saúde vocal não é difícil, basta cuidarmos de nossa saúde geral.

Ana Elisa Moreira Ferreira – Fonoaudióloga da Univoz ([email protected])