Saúde para os ouvidos

0
0



A exposição de usuários de telefone a ruídos é definida através da soma do barulho externo, mais os sinais de áudio recebidos pelo telefone. Na prática, esse barulho de fundo pode fazer com que os operadores aumentem o volume do áudio dos headseats, com o objetivo de escutar melhor a conversa, o que pode aumentar o risco de exposição a ruídos e a problemas auditivos, além de fadiga e estresse.

 

A escolha de um headset que controle os picos de ruído e o cuidado com o volume de barulho do ambiente externo são fatores chave em um contact center, de acordo com Lars Spaten, gerente geral da Jabra Brasil. Com o intuito de oferecer proteção auditiva aos operadores, a companhia possui um amplificador patenteado, o sistema de proteção Safetone. “O sistema de proteção auditiva dos headsets Jabra tem tecnologia de alto desempenho que reduz de maneira definitiva o risco de doenças ocupacionais, pela exposição a altos níveis de ruídos em ambiente de trabalho, assegurando a audição e o bem estar dos operadores de contact centers.”

 

Spaten explica que os aparelhos Jabra contém um transmissor eletrônico chamado PeakStop, para controlar ocasionais picos de som e evitar que o ruído atinja o ouvido. Outra tecnologia presente nos headsets da marca é o Intellitone, também para o controle dos níveis de exposição a ruídos. “A Jabra trabalha ativamente para a normatização de parâmetros internacionais de segurança acústica em equipamentos de telecomunicação, participando de estudos contínuos que asseguram que os equipamentos protejam usuários e correspondam às recomendações de órgãos de saúde e especialistas”, completa.