Transparência que conquista

0
3



A quantidade de vagas oferecidas no setor de call center é grande, assim como as oportunidades de crescimento são abrangentes, pois não estão concentradas somente na área operacional, como erroneamente ainda se pensa. “As pessoas precisam enxergar que uma empresa de contact center precisa de profissionais com competência em diferentes áreas, como RH, administrativo, jurídico, não só a capacidade de lidar com pessoas”, diz Cristiane Pereira, gerente de operações da CSU Contact.

 

“Nos seis primeiros meses, como a maioria das pessoas que começam a trabalhar em call center, eu via o emprego como algo passageiro. Na época, era técnica em Contabilidade e Rede. Mas logo percebi que a capacidade de crescimento era grande e real em todos os níveis de função”, comenta Cristiane, que está na CSU desde 2002. “Já no primeiro dia percebi que a empresa era sólida e poderia ir muito longe.” De acordo com a gerente, já na integração, a empresa mostrou transparência ao indicar os planos para o futuro. “Pessoalmente, considero como maior incentivo a transparência dos processos”, reforça.

 

“Quase dez anos depois, posso afirmar que a CSU é uma companhia íntegra, bem estruturada, com capacidade de atração de novos clientes e preocupada com seus funcionários. Considero meu crescimento aqui muito rápido, comparado à s oportunidades oferecidas por outras empresas do ramo, e no tempo certo, pois aprendi bastante nas funções anteriores”, afirma Cristiane. Periodicamente, são realizados concursos internos para preenchimento de vagas em todos os setores. Quem tem vontade, participa da seleção e pode ser promovido. Cerca de 70% do quadro de supervisores é composto por ex-atendentes, segundo a gerente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorColaborador com potencial
Próximo artigoSustentável, para quê?