Amplitude no atendimento

0
0
Entre as principais vantagens do autoatendimento, com certeza, está o fato de que ele proporciona aos consumidores maior rapidez na conclusão de pagamentos e às empresas o benefício da redução de custos. Porém, há outro item que também é essencial aos negócios, a maior amplitude aos horários de atendimento e à padronização do serviço. “O objetivo das empresas com isso é reduzir o tempo de espera dos clientes nos seus estabelecimentos comerciais”, explica Ricardo Marcondes, gerente de marketing para a América Latina da Ingenico. 
Ou seja, é estar disponível e atender o cliente em uma abrangência maior. “Cada vez tudo é mais interativo, conectado e disponível 24 horas por dia, sete dias por semana”, adiciona o executivo. Mas, para que isso seja possível, ele acredita que é importante observar o comportamento do consumidor, para que seja possível suprir a necessidade que tem. Sem contar que a questão de fazer parte de uma geração mais adepta à tecnologia, faz com que o autoatendimento agrade-o mais.
Além disso, para aderir à inovação, Marcondes é enfático: é preciso saber escolher o parceiro – de preferência um que tenha experiência em tecnologia e segurança, mas sem se esquecer das características importantes da marca, bem como a intenção que a empresa possui com a ação. “Não deixe que isso se torne simplesmente um robô em contato com os clientes, isso é um cuidado que deve ser mantido sempre”, acrescenta. Tendo uma ferramenta bem construída, o autoatendimento se torna imbatível na fidelização de clientes, pois permitirá que a empresa colha dados e transforme em informações importantes para tomada de decisões. “Ao passo que em um atendimento convencional, muitas características são perdidas”, ressalta.
Na Ingenico, a empresa possui uma série de soluções de pagamentos fáceis e flexíveis voltado para esse tipo de serviço. Chamada de iSelf, “a série possui três equipamentos que permitem transações Chip&PIN, com tarja magnética em quiosques e o pagamento contactless, permitindo a utilização do e-wallet e outras novas alternativas de pagamento”, explana o executivo. Ele ainda conta que a linha é customizável, de acordo com o serviço utilizado. “Um exemplo é o serviço de locação de bicicletas em Paris, na França, que já utiliza os equipamentos iSelf com um sistema central de pagamentos, que permite que os usuários peguem a bicicleta em um terminal e a devolvam em outro, realizando o pagamento no final desse processo.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuem é o inadimplente?
Próximo artigoAcredite no que faz!