Brasileiro está otimista para o Natal

0
2

A época das festas já se aproxima e as pessoas estão otimistas para as comemorações. Dois terços dos brasileiros entrevistados (67%) pretendem gastar mais ou a mesma quantia nas compras de Natal deste ano se comparado ao ano anterior. Além disso, 21% pretendem realizar suas compras pela internet e, ainda, utilizá-la como ferramenta de pesquisa de opiniões e preços. Estes são alguns dos principais resultados apontados na “Pesquisa de Natal 2011- Intenções e expectativas do consumidor brasileiro”, realizada pela Deloitte com 1068 consumidores durante o mês de outubro. 
Durante a pesquisa, os brasileiros também avaliaram a situação financeira das famílias. 56% deles acreditam que estão melhor financeiramente do que um ano atrás, enquanto 30% disseram estar na mesma situação. “O País vem atravessando um ótimo momento econômico desde o ano passado, quando os entrevistados também disseram estar melhor financeiramente. Considerando que o brasileiro é essencialmente otimista e gosta de comemorar o Natal, teremos maior intenção de compras neste final de ano.”, declarou Reynaldo Saad, sócio-líder para o atendimento às empresas do setor varejista da Deloitte. 
A melhora na condição financeira das famílias é a principal motivação para se gastar mais nas compras (37%), já que, dos respondentes que exercem atividade remunerada (68%), quando questionados sobre o quão seguro eles se sentem em relação à estabilidade em seu emprego para 2012, 56% afirmaram estar extremamente seguros.  
Sobre o 13º salário, 44% disseram que o dinheiro será utilizado para quitar dívidas, enquanto 29% disseram que irão economizar esses recursos. Estas situações ficam mais evidenciadas nas classes sociais D e E e A e B, respectivamente. 
Os entrevistados foram questionados sobre as possíveis mudanças no comportamento de compra. Cerca de 43% disseram pesquisar mais antes de comprar, enquanto 34% fazem mais compras on-line. 
“Isso mostra que o Brasil está passando por uma mudança importante em termos de consumo. As pessoas estão preocupadas em utilizar conscientemente os seus recursos, aproveitando-se das oportunidades para atingirem a melhor relação entre custo e benefício no momento das compras”, declara Saad.