O canal para quem respira cliente.

Capital Relacional desenvolve nova métrica para decisões estratégicas

Roberto Tranjan, fundador e idealizador da Capital Relacional

Empresa de tecnologia promete novo conceito na medição da qualidade das relações com consumidores e colaboradores

A Capital Relacional, empresa de tecnologia, anunciou o que garante ser uma inovação na forma como as organizações medem a qualidade das relações entre clientes, líderes e colaboradores. Trata-se de ferramenta criada a partir dos processos de educação empresarial da Metanoia, empresa que trabalha a consciência dos líderes e empresários para que possam atuar de forma transformadora em seus negócios –  e inspirada no livro “Capital Relacional” escrito por Roberto Tranjan, a solução traz metodologia que mede a estratégia de resultados utilizando a fórmula resumida em “equipe comprometida mais cliente fidelizado”.

De acordo com Tairone Oliveira, CEO da Capital Relacional, “a métrica é calculada a partir de uma tecnologia que consegue avaliar oito ‘súplicas’ – ou inquietações – comuns nas relações com os clientes e equipes. Estas são definidas nos itens ‘esteja disponível’, ‘oriente-me’, ‘conquiste minha confiança’, ‘dê-me autonomia’, ‘surpreenda-me’, ‘conheça-me’, ‘facilite minha vida’ e ‘inspire-me’. A avaliação acontece por meio de um questionário composto por afirmações que revelam percepções e sentimentos do respondente em consequência das relações que vive e percebe na organização. A partir dessas informações estratégicas, se obtém uma visão estruturada da qualidade da relação presente no negócio, chegando ao ICR – Índice Capital Relacional”. 

Informações estratégicas

O ICR é o indicador de gestão que oferece informações estratégicas sobre a experiência do cliente e colaborador, gerando aprendizado para elevar a qualidade das relações, o potencial empreendedor da equipe e os resultados do negócio. “A 19ª edição do Índice de Confiança Robert Half aponta que 49% dos recrutadores acreditam que os profissionais estão mais propensos a sofrer de burnout no segundo semestre deste ano. A pesquisa também revelou que 80% das empresas buscam a mudança desse cenário, com adoção de medidas para alcançar maior equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Criamos um indicador que mede a qualidade das relações e fornece informações relacionais preciosas que servirão para impulsionar os resultados”, explicou Tairone. 

Segundo o executivo, tradicionalmente as empresas medem o lucro e tomam decisões a partir do resultado de uma fórmula contábil de receitas e despesas. “Os resultados são medidos depois que aconteceram as ações, mas acreditamos que alavancar resultados provém da qualidade das relações entre equipe interna e clientes e, por isso, é extremamente importante fortalecer uma cultura empresarial humanizada e edificar relações duradouras”.

A Capital Relacional é liderada pelos sócios: Roberto Tranjan, fundador e idealizador; Tairone Oliveira, CEO; e Francesco Conventi, CTO. Juntos eles desenvolveram uma plataforma de gestão relacional, um instrumento de gestão para lideranças de empresas que desejam alto rendimento da Capital Relacional de forma estratégica. A plataforma contribui para a gestão das relações de clientes, líderes e colaboradores. “Somos um instrumento de gestão tanto para os líderes como para os gestores que compõem a liderança intermediária das empresas, independente do setor ou do tamanho, pois trata-se de relações entre pessoas. A métrica foi pensada para empresas que querem mudar as relações de negócio, pois sabem que o diferencial-chave para o sucesso está nas relações humanas e na cultura empreendedora de relacionamento e resultados”, assegurou o CEO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima