Cliente jovem na mira da Nossa Caixa

0
12

Todos os clientes da Nossa Caixa já têm à sua disposição duas modalidades de planos previdenciários dirigidos ao público jovem. Trata-se do Nossa Caixa Júnior PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), ambos com opção de pensão ao menor.

Ao lançar estes produtos, o banco busca facilitar a acumulação de recursos para que o menor possa cursar uma faculdade, adquirir um bem ou até utilizar os recursos para iniciar a carreira profissional. E é um produto bem acessível porque a contribuição mínima estipulada é de R$ 50,00 mensais.

O produto é dirigido aos clientes que tenham filhos na faixa etária de zero a 24 anos de idade. A facilidade do produto é que o desconto da contribuição mensal será feito diretamente na conta-corrente ou conta poupança do cliente. Ele garante o pagamento de uma renda temporária por um período fixo de cinco anos, a partir da idade definida pelo próprio responsável entre 18 e 24 anos. O beneficiário poderá optar também, ao completar a idade estipulada, receber o recurso em uma única parcela. O produto pode ser
contratado pelos pais, responsáveis legais ou por um responsável financeiro.

O diretor técnico-comercial da Nossa Caixa Previdência, Gilberto Fioravante, explica que os novos produtos aumentam o portfólio da empresa e também buscam a fidelização dos clientes no longo prazo. “Um plano previdenciário júnior é um produto de grande aceitação no mercado porque transmite o conceito de planejamento familiar”, afirma.

A rentabilidade dos planos previdenciários da Nossa Caixa Previdência terá como base 100% dos rendimentos do fundo de investimento criado especialmente para estes produtos, ancorados em fundos de renda fixa – títulos públicos e privados. A taxa de administração é de 3,5% sobre a rentabilidade do fundo.
O produto já está sendo comercializado em toda a rede de agências da Nossa Caixa _ XXX unidades de negócios espalhadas em 451 municípios do Estado de São Paulo e em quatro Estados (RJ, MG, MS e PR) e Distrito Federal. Os interessados que procurarem as agências do banco para obter um desses produtos terão à disposição um simulador fiscal, isto é, um programa especialmente desenvolvido para a simulação das vantagens tributárias dos produtos previdenciários.

Ao contratar um plano previdenciário júnior, o responsável terá a opção da pensão ao menor, uma espécie de seguro de vida, com um custo mínimo de R$ 7,23 por mês. Não é um agregado obrigatório, mas é mais uma garantia para facilitar a vida financeira do beneficiário. No caso de falecimento do responsável, o menor começa a receber imediatamente a renda estipulada e o benefício estará garantido até completar 24 anos de idade. A renda temporária terá seu valor anual corrigido pelo IGP-M e também por um percentual equivalente a 50% da rentabilidade líquida do fundo As duas modalidades da Nossa Caixa Júnior têm uma grande vantagem: a
flexibilidade. No caso de alguma dificuldade financeira, como a perda do emprego, o responsável poderá alterar o valor dos aportes mensais ou mesmo suspendê-los. Isso poderá implicar a alteração da renda a ser garantida ao menor, mas traz tranqüilidade para o planejamento futuro. Assim, as contribuições mensais poderão ter o valor reduzido ou mesmo ser aumentado a qualquer tempo. No caso da cobertura da pensão ao menor, o pagamento mensal
terá de ser mantido.