Como declaração de amor ao cliente?

0
2



Muitas declarações de amor serão feitas no dia 12 de junho, porém, mais do que uma data para os casais comemorarem, o Dia dos Namorados servirá como uma oportunidade para muitas marcas conquistarem o cliente – em alguns casos, até fidelizar. Porém, o desafio será grande, já que a expectativa é de que o consumidor pise no freio, diminuindo as compras, mesmo com as medidas de incentivo do governo, como a redução dos juros. Tanto, que a Pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial aponta uma parcela menor de varejistas otimistas com a data: 49% apostam em aumento de faturamento, contra 57% em 2011. Esse otimismo supera apenas 2009, ano da crise financeira americana. “O endividamento do consumidor brasileiro ainda está segurando um desempenho melhor do comércio. Isso deve se refletir nos resultados do varejo para a data”, justifica Carlos Henrique de Almeida, assessor econômico da Serasa Experian.

 

Isso impacta no ticket médio, que deve subir. O gasto médio caiu na faixa de até R$ 50,00 e ficou estável na faixa acima de R$ 500, enquanto todas as outras faixas intermediárias, de R$ 51 a 500 apresentaram aumento. O reflexo pode ser visto nos presentes que devem ser mais procurados. Na comparação ao Dia dos Namorados do ano passado, caem as perspectivas de vendas de produtos fortes para a data, como roupas, sapatos e acessórios e perfumaria e cosméticos, e crescem as de celulares e smartphones, jóias e relógios e eletrônicos. “Há uma parcela de consumidores que se organizou e pôs o pé no freio já no segundo semestre de 2011 e hoje se encontra numa situação melhor, sem dívidas. São eles que irão aproveitar a data para comprar, de forma parcelada, produtos com valores mais altos, enquanto os endividados não devem gastar”, destaca Almeida.

 

Neste cenário, as operadoras de telefonia móvel já se preparam para atender a demanda. A Tim, que aposta na data para a conquista de novos clientes, reforçou o estoque do novo Ipad para atender a grande procura. Além disso, a operadora realiza ações para se aproximar dos clientes, por meio de interações e concursos culturais nas redes sociais, treinamento da força de vendas focado no atendimento personalizado e envio de informações por SMS. Na Oi não é diferente. “A nossa expectativa é muito positiva. O Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes do ano e queremos aproveitar a intenção de compra do cliente por smartphones e tablets”, conta Eduardo Aspesi, diretor de segmentos da Oi. No entanto, mais do aumento das vendas, o executivo entende que a demanda aquecida na data oferece também a oportunidade de ter um contato mais próximo com os clientes nos pontos de venda. “Nos permite entender as suas necessidades e preferências”, identifica.

 

Quem também trabalha com previsão de bons resultados é o Peixe Urbano, principalmente com o e-commerce ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores brasileiros. “Nos dias que antecedem o Dia dos Namorados esperamos um aumento significativo da procura por ofertas que possam ser utilizadas pelo casal ou possam servir para presentear o parceiro”, adianta Leticia Leite, diretora de comunicação do Peixe Urbano. Para atrair, a marca promove a – semana dos namorados -. Durante esse período, o Peixe Urbano seleciona e indica com um selo especial as ofertas para a ocasião. A expectativa é que a procura maior seja por massagens, celulares, jantares românticos, flores, chocolates e cestas temáticas, além de pacotes em hotéis. “Buscamos trazer para os nossos usuários o tipo de ofertas que eles estão procurando. Queremos ajudá-los a encontrar o presente perfeito”, completa Leticia. A mesma busca é feita pela C&A, que criou uma coleção especial inspirada no clima de romance e preparou o jornal Vista, com novidades da C&A para a data, além de conteúdo on-line que tem a interação dos usuários em tempo real por meio das redes sociais. “Atualmente há um investimento grande em conteúdo, temos buscado inovar para fazer mais do que apenas publicidade”, explica Elio Silva, diretor de marketing da C&A.

 

Outro setor que aposta no aquecimento do comércio com a aproximação da data é o de shoppings. O West Plaza trabalha com a expectativa de aumentar as vendas do período em 10%. A mesma previsão é compartilhada pelo Shopping Bay Market. “Vemos no aumento do poder de compra da nova classe C um grande oportunidade, já que temos essa classe como grande alvo de trabalho e nossas ações são voltadas a atraí-los cada vez mais”, enfatiza Cristiane Justi Garcia, do Shopping Bay Market. A própria associação brasileira de lojistas de shopping, a Alshop, espera um resultado melhor do que no ano passado, principalmente devido a propensão do brasileiro consumir, ainda estar alta, segundo Luís Augusto Ildefonso da Silva, diretor de relacionamento institucional da Alshop. “Embora a situação econômica do País não esteja tão sólida quanto no ano passado, esperamos um Dia dos Namorados mais forte, inclusive com aumento do ticket médio”, conclui.

 

Confira o que mais foi publicado sobre o Dia dos Namorados:

 


Endividamento do brasileiro reduz otimismo do varejo para a data

 


Expectativa de crescimento com o Dia dos Namorados é menor que o ano passado

 


Mercado deve crescer 19% e faturar R$ 809,2 milhões com o Dia dos Namorados

 


Com Dia dos Namorados, expectativa é de aumentarem as vendas

 


Marca cria aplicativo que ajuda consumidores a declararem seu amor com uma serenata

 


App do Dia dos Namorados no Facebook cruza dados para sugerir perfis por afinidade

 

 

Artigo


Cinco passos para auxiliar os profissionais de varejo a terem maior relevância

 

 

Rapidinhas


 


 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO momento do RH
Próximo artigoCom a camisa da empresa