De olho na gestão

0
1
Para chegar ao patamar dos mitos, uma marca precisa trabalhar muito. Mas não adianta só pensar no externo. “Uma empresa forte é construída de dentro para fora”, afirma Daniella Giavina-Bianchi, diretora executiva da Interbrand, uma consultoria que cria e gerencia valor de marca. Para isso, a gestão é fundamental. Sem uma liderança forte e funcionários engajados, fica difícil para uma empresa chegar lá.
Quando tudo anda bem dentro, fora da empresa as coisas tendem a caminhar com mais naturalidade. O propósito fica mais claro e o cliente passará a entender melhor os tais valores da marca. Em entrevista exclusiva ao ClienteSA, Daniella fala da importância da liderança e, claro, do bom relacionamento com o consumidor.
ClienteSA – Como funciona o processo de construção da marca para ela chegar no estágio “mítico”?

Daniella: Marcas com esse estágio de evolução já conseguiram deixar muito claro para todos os seus públicos qual é o seu propósito e a razão pela qual existem. Definir um propósito diferente da concorrência e relevante para os consumidores é uma tarefa que exige grande esforço principalmente da liderança da empresa, que tem um papel fundamental no processo de gestão da marca. Uma marca forte é construída de dentro para fora, engaja colaboradores e os torna embaixadores. Após definir o propósito e engajar o público interno, é fundamental que a marca defina métricas e ferramentas de gestão. Gerenciar uma marca é um processo que tem início, mas não tem fim, exige comprometimento e investimento. Marcas blindadas medem seu desempenho frequentemente e são consistentes em todas as suas formas de comunicação.
A relação com os clientes deve ser diferente por conta disso, já que há uma confiança na marca?

É fundamental entender os desejos do consumidor para criar e entregar um propósito de marca relevante. Marcas com esse estágio de evolução desenvolveram uma relação diferente com seus clientes. Estar próxima e fazer-se relevante é o que as tornam poderosas e influentes na vida das pessoas. Hoje em dia a relação entre uma marca e seu consumidor não é mais aquela que chamam de B2C ou B2B, estamos na era do B and C e do B and B. As marcas são construídas com muitas mãos, inclusive com as dos consumidores.
Como manter esse status frente aos clientes?

 Para uma marca ser forte e permanecer dessa maneira, é preciso gerenciar constantemente critérios como: ser relevante, ser autêntica, diferente dos concorrentes, estar presente na vida de todos os stakeholders, estar protegida juridicamente e ser entendida pelo que realmente é.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA importância do cliente
Próximo artigoMarcas ou símbolos?