Dia das Crianças: quem dá as cartas?

0
18



 A data mais esperada do ano para a indústria de brinquedos chegou. Representando 35% do total de vendas anuais do setor, o Dia das Crianças desse ano não deve ser diferente, já que as perspectivas são as melhores, tanto no varejo tradicional, como no e-commerce. A Pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial – Dia das Crianças 2012 apurou que 52% dos entrevistados esperam aumento do faturamento, em relação ao ano passado. Já o comércio eletrônico deve crescer 20%, atingindo um faturamento total de R$ 855 milhões, segundo o E-bit. Mas, como aproveitar essa movimentação para conquistar os “pequenos consumidores”? O caminho passa pelos pais, como revelaram os diretores de fábricas e lojas de brinquedos, com exclusividade para o portal ClienteSA. “Nessa data, os profissionais de vendas e atendimento precisam encantar e criar benefícios e cenários para as crianças e para os pais, que são os tomadores da decisão”, justifica o especialista em vendas André Ortiz.

 

Pensando nisso, a Ri Happy aposta em ações lúdicas que demonstrem o valor de se divertir, criando laços com os clientes. “Queremos reforçar essa importância. Mostrar que pais e filhos devem ter convivência o tempo todo. E isso é possível por meio do brincar”, explica Mario Honorato, diretor de marketing da Ri Happy. Para esse Dia das Crianças, a rede de lojas de brinquedo criou uma campanha, que traz o mascote Solzinho convidando os pais a entrarem na Ri Happy e dentro da loja passarem por uma transformação voltando a ser crianças, brincando o tempo todo. “Com o conceito de que todos voltam a ser crianças, mostramos que o ato de brincar faz os adultos reviverem a infância e se aproximarem de seus filhos”, acrescenta.

 

Já a Brinquedos Estrela tem nas repaginações de jogos e produtos, que já fizeram parte de nosso catálogo em anos anteriores, a estratégia para conquistar novos clientes. “Os pais conhecem e provavelmente brincaram com nossos brinquedos na infância. A recordação positiva que têm com relação a estes brinquedos é um ponto a nosso favor. Eles acabam fazendo a propaganda de alguns produtos dentro de casa”, explica Aires Leal Fernandes, diretor de marketing da Brinquedos Estrela. O diretor cita como exemplo o relançamento do jogo Genius com o design original. “Trouxemos o produto de volta neste Dia das Crianças e o produto se esgotou nas lojas em apenas um mês. Não esperávamos uma demanda tão avassaladora. O Boca Rica, lançado originalmente em 1984, também está fazendo um sucesso enorme nas vendas”, comenta.

 

Caso semelhante é o da Lego. De geração para geração, a marca vem formando novos consumidores, tendo muitas vezes os próprios pais como garotos propaganda. “Temos o benefício de muitos pais terem brincado com Lego quando eram criança”, comenta Robério Esteves, diretor de operações da Lego no Brasil. Tanto que a marca procura medir com frequência a percepção dos adultos em relação à ela. Nesse ponto, podemos dizer que a Lego está com as peças bem encaixadas. Pesquisa da empresa mostra que a marca é muito bem vista por esse público, porque remete seriedade, qualidade e segurança. “São questões muito importantes quando vão decidir um brinquedo para o filho”, justifica Esteves.

 

Quer saber mais sobre as estratégias? Confira as matérias exclusivas do Especial Dia das Crianças:

 


Brinquedos Estrela desperta recordações positivas com repaginações de jogos e produtos

 

 


Como estratégia de relacionamento, Ri Happy convoca pais para comemorar Dia das Crianças

 

 


Lego aposta na união de diversos fatores para se diferenciar no Dia das Crianças

 

 


Estratégias de atendimento para fidelizar clientes e garantir as vendas já para o Natal

 

 

 

Veja também outras matérias sobre a data:

 


Dia das Crianças deve responder por 35% das vendas anuais da indústria de brinquedos

 

 

E-commerce deve faturar R$ 855 mi
Setor deve apresentar forte movimentação de eletrônicos e informática, segundo E-bit

 

 


Com ticket médio entre R$ 100 e R$ 150, brinquedos e tecnologia serão os mais procurados

 

 


Alguns adultos jamais chegarão a relação que os pequenos possuem com a tecnologia

 

 


Grandes empresas são as mais otimistas com a data, aponta pesquisa da Serasa Experian

 


Lojistas prevêem crescimento de 6,5% nas vendas de 2012

 


Levantamento do Zoom mostra quais são os produtos mais pesquisados para a data

 


Todas as lojas da marca são pontos de venda para arrecadação de brinquedos

 


Promoções para Dia das Crianças fazem parte da estratégia para estimular uso do cartão

 

RAPIDINHAS