Eles estão mais conscientes!

0
2
Se antes a principal preocupação era utilizar cosméticos eficientes e de boa qualidade, há algum tempo outros fatores também passaram a influenciar o consumo, como as políticas de teste da empresa, a origem dos componentes e a fórmula dos produtos, segundo pesquisa feita pela Union for Ethical Bio Trade, UETB. Mais de 90% dos brasileiros procuram consumir cosméticos desenvolvidos com componentes naturais e mais de 80% querem saber a origem dos ingredientes e se os produtos possuem selos éticos e ambientais.
Esta preocupação recente está relacionada tanto com a saúde e bem-estar do corpo, quanto com questões ambientais. Os dados da pesquisa revelam ainda que a preocupação é maior na compra de cremes e xampus.
Foi da preocupação de lançar um alisamento mais saudável à estrutura capilar que a Exo Hair desenvolveu em 2011 a exoplastia capilar – o alisamento sem a adição de ativos químicos. Portanto, além de alisar, os produtos agem tratando dos fios. Já a Kapeh, empresa de cosméticos do Sul de Minas Gerais, investe em produtos à base do café. Com linhas para o corpo, cabelos, ambiente, homem e crianças, a Kapeh possui a própria plantação de café, produzida de forma sustentável, café certificado internacionalmente, embalagens recicláveis ou de origem reciclável, participa do Projeto de coleta de embalagens pós consumo e, possui ainda, o Programa de Reciclagem Kapeh.
A Koloss Cosméticos também tem apostado em um consumo mais consciente, a marca possui duas linhas de sombras desenvolvidas sem nenhuma matéria prima de origem animal. E, recentemente,  lançou a linha de esmaltes 3free, que não leva formol, dbp e tolueno na fórmula, o que torna os esmaltes menos agressivos às unhas e ideais para as pessoas que possuem alergia a algum tipo de química.