Empresas comprometidas com os negócios

0
15

Uma TI estratégica e integrada com negócios tem sido o principal objetivo das empresas. Diferente de outrora, atualmente os investimentos são bem determinados e exigem garantias de resultados: devem conhecer os objetos dos negócios, planos da instituição, determinam diretrizes e os parâmetros para qualquer decisão nessa área, como custo e tempo. Nesse novo cenário, a tecnologia constitui a alavanca que impulsiona a empresa a atingir suas metas. Alinhada a essa premissa, a TI deve objetivar a redução de custos, agregar valores a produtos e serviços da companhia, fidelizar clientes, e aumentar a produtividade, transformando-se num diferencial estratégico. Pela grande repercussão e necessidade crescente do mercado, o tema foi palco de discussão do Command Center User’s Group, evento ocorrido em julho, promovido pela Brunise Informática.
Profissionais de mais de 25 empresas de diferentes setores puderam constatar que 96% das empresas pesquisadas possuem ferramentas de gerenciamento, mas apenas 44% estão satisfeitas com o nível de serviço oferecido. Este problema vivido pela maioria tem sido chave para muitas discussões. Somente a aquisição de ferramentas não basta. É necessário um projeto de implementação que potencialize seu uso, pois para focar negócios através dos processos lógicos de gerenciamento, a forma de utilização dessas ferramentas necessita ser remodelada, e muitas vezes ser incorporados novos componentes.
Outro ponto destacado refere-se à qualificação dos profissionais envolvidos no gerenciamento. Apenas 27% das empresas avaliam seus profissionais como adequados, sendo que 93% consideram essa qualificação importante. Isso explica o alto grau de exigência nas contratações no mercado de TI. As empresas não almejam somente profissionais envolvidos com a área técnica, mas comprometidos também com os negócios. Com os resultados obtidos pode-se comprovar que em meio a tanto desenvolvimento, o mercado ainda possui dificuldades que necessitam serem sanadas, e que as empresas estão dispostas a investir, mas em algo que realmente as beneficie, proporcionando maiores lucros, com gastos bem menores.