Essencial para serviços e clientes

0
1
Ter informações consistentes é essencial para qualquer empresa, para isso vem se tornando cada vez mais frequentes as práticas de gestão de dados, em que refiná-los e eliminar aquilo que não será útil permitem que as ações sejam mais seguras e assertivas. Ou seja, um processo que beneficia tanto os negócios, quanto os clientes, uma vez que as organizações terão um conhecimento maior de como direcionar as estratégias e decisões, sabendo, inclusive, de forma mais aprofundada quem é o seu público, como se comunicar com ele e como fidelizá-lo. Enquanto, para o consumidor, haverá a certeza de que será bem atendido, suas necessidades serão supridas e a experiência será positiva. 
Inclusive, a essencialidade de ter dados de qualidade, bem como o ganho de ambos os lados, atinge uma proporção maior quando se trata de empresas que prestam serviços essenciais à sociedade, como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp. “No nosso caso, unificar dados repetidos, eliminar registros incorretos e ter uma visão única e completa dos dados de cada cliente é ainda mais importante, pois utilizamos o cadastro para o relacionamento do dia a dia, como o faturamento e envio mensal da conta, avisos importantes sobre o fornecimento de água, orientações sobre serviços, comunicação específica para algum segmento de atividade, etc”, aponta Camila Abade C. F. de Araújo, gerente do departamento de gestão de processo comercial da Companhia.    
Realizar a gestão de dados na Sabesp é um processo fundamental, como conta Camila, justamente, pela grande quantidade de cadastros que possuem e sem dados higienizados e enriquecidos o processo de comunicação pode ficar afetado, resultando na insatisfação do cliente. “Quando falamos de clientes inadimplentes, o sucesso das ações de cobrança depende, também, de dados corretos e atualizados deles.” Sem contar que, cada vez mais, o cliente exige das empresas que elas realizem a comunicação prévia sobre fatos de seu interesse. 
Para conseguir tem a melhor qualidade dos dados, é preciso uma parceria ente a área responsável pelos dados e a de TI. “É preciso que, do ponto de vista de negócio, perceba-se quais são os riscos potenciais existentes no seu próprio cadastro, para melhorar tanto a entrada dos dados, quanto realizar a limpeza e enriquecer a base com dados inexistentes, porém necessários.” Com dados corretos o processo de conhecer melhor o cliente, saber seu segmento de atuação e outras informações fica mais fácil e efetivo de ser feito. “Isto permite que direcionemos melhor nossa oferta de serviços, de forma customizada para cada cliente, o que é benéfico tanto para o cliente quanto para a empresa”, finaliza.