Inclusão digital nas escolas públicas

0
1


A CPM, empresas de tecnologia, anuncia os resultados obtidos com o Link Social, o programa que visa a capacitação de professores, funcionários e a informatização de todo o ambiente escolar, em prol de um ensino de melhor qualidade. O primeiro local a se beneficiar do programa foi a Escola Estadual Oscar Blois, localizada na Vila Jaraguá, bairro da Zona Norte de São Paulo, que atende a cerca de mil alunos. Os trabalhos começaram em 2005, por meio de uma parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Com o projeto, o objetivo principal da CPM é complementar as ações no campo da inclusão digital, utilizando a experiência em soluções tecnológicas aplicadas no ambiente escolar.

Em seis meses de projeto, notou-se que dos 5% dos professores que tinham conhecimentos em tecnologia. Agora, 100% já possui a formação básica, que inclui acesso a Internet e uso dos aplicativos do MS Office. O índice de ausência de professores efetivos nas aulas foi reduzido de 70% para 12%. A utilização do computador na escola, tanto por parte dos professores quanto pelos demais funcionários, é agora de 100%. Além disso, o volume de documentação em papel caiu pela metade, bem como o tempo de localização de informações sobre os alunos, que foi reduzido de 30 minutos para 30 segundos e o tempo para realização de matrícula, que caiu de 25 para 3 minutos.

“Estamos muito contentes com essas conquistas e por contribuir com a melhoria do ensino no País”, diz Antonio Carlos Rego Gil, presidente da CPM, destacando que a meta é expandir o projeto para outras instituições de ensino, carentes de conhecimento e de estrutura.