Mulheres gastam mais com produtos capilares

0
2
De toda gama de produtos disponíveis no mercado, 63% das mulheres preferem pagar mais caro em produtos de cabelo, segundo estudo realizado pela Glambox, junto com mais de 20 mil mulheres ouvidas de todo o País, cujo objetivo foi de compreender o comportamento em relação ao consumo de produtos de beleza. Ao todo foram entrevistadas mulheres com idades entre 19 e 45 anos, que também apontaram base facial como segundo produto mais comprado, sendo preferência para 55% delas. 
Produtos de tratamento para o rosto aparecem em terceiro lugar, como opção de 42%. Perfumes ficaram na quarta posição, com 40%, seguido pelo item maquiagem, com 29%. Na hora de adquirir um cosmético caro, os últimos da lista são produtos de tratamento para o corpo (17%), esmaltes (16%), cremes para o rosto (11%) e creme para os olhos (9%), respectivamente.
IMPORTÂNCIA E IDADE
A importância sobre cada produto também muda conforme a idade da mulher. A partir dos 26 anos, por exemplo, elas passam a gastar mais dinheiro em cosméticos para tratamento do rosto, como antirrugas e antissinais. “A mulher tem uma preocupação constante com a beleza e com o bem-estar. E nossas assinantes estão sempre procurando novos produtos. Ao oferecer a possibilidade da experimentação, estamos ajudando a melhorar a autoestima das consumidoras”, afirmou Fernando Leal, CEO da Glambox.
PRINCIPAIS CANAIS DE COMPRA
Para 77% do público feminino, os melhores lugares para adquirir cosméticos e produtos de beleza são farmácias e drogarias. Razão se pela agilidade e oportunidade de consultoria sobre os produtos, oferecida pelas atendentes no ponto de venda. Pela facilidade de encontrar a maioria dos produtos em um único local, as perfumarias aparecem em segundo lugar, com 66% da preferência. Comércio eletrônico é a terceira opção, com 57%. Outros canais de compra que também são procurados na hora da aquisição de algum cosmético são: revendedoras (52%), lojas no exterior ou duty free (46%), supermercados (37%), salões de beleza (32%) e, por último, sites de comércio eletrônico da própria marca (31%). 
GASTOS MENSAIS
Segundo o estudo, 34% das mulheres costumam gastar mensalmente entre R$ 101,00 e R$ 200,00 com produtos de beleza. Já outros 27% das entrevistadas declararam desembolsar um valor menor, entre R$ 51,00 e R$ 100,00. Por outro lado, 22% afirmou investir valores que variam entre R$ 201,00 e R$ 500,00. Apenas 5% das mulheres que participaram da pesquisa disseram gastar mais de R$ 501,00 com cosméticos. Na avaliação por região, as consumidoras do estado de São Paulo são as com o maior poder de compra. Das que gastam em torno de R$ 201,00 a R$ 500,00 todos os meses com produtos de beleza, 54% moram em São Paulo. O Rio de Janeiro ficou classificado em segundo lugar (23%), seguido por Minas Gerais (9%), Distrito Federal (7,5%) e Paraná (7%).
MÍDIAS E VEÍCULOS
Quando se trata de buscar detalhes técnicos e informações sobre lançamentos de produtos, o público feminino prefere a internet – mais de 54% buscam informações nos meios digitais. Os blogs de moda feminina e especializados em beleza são os que mais recebem audiência: 75% das mulheres disseram acessar este tipo de veículo para buscar notícias. Outros meios de comunicação utilizados por elas na hora de se atualizar sobre as novidades do mundo da beleza são os websites de cosméticos, com 54% da preferência, seguido das revistas, como opção de 52% delas. Outras fontes de informação levadas em consideração, respectivamente, são: indicação de amigas (45%), site de marcas (32%), dermatologistas ou especialistas (26%), perfumarias (23%), salões de beleza (21%) e sites de revistas (19%).