Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

O digital conectando todos em prol dos clientes

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Nicolas Scridelli, CEO de Triider e habitissimo

CEO de Triider e habitissimo expõe as nuances de duas plataformas que favorecem todo o ecossistema da construção civil

Criada há menos de quatro anos com o propósito de oferecer um programa de benefícios no setor de construção civil, a Juntos Somos Mais compartilha da visão de que, ao reunir o ecossistema inteiro desse mercado, todos saem ganhando. Os dois passos mais recentes nessa direção foram dados com as aquisições da Triider e a habitissimo, startups que ampliam o plano da joint venture entre Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre de integrar com rapidez e eficácia todas as pontas do setor. Isso porque os dois aplicativos ajudam na conexão entre clientes e profissionais especializados aptos a realizarem serviços de pequenas a grandes reformas. Nesse processo, ainda vem junto um movimento de digitalização da atividade e incentivo à melhoria da experiência na prestação dos serviços. Os detalhes de como a tecnologia e a centralidade no consumidor tem permitido a edificação desse amplo universo, que ainda tem um enorme espaço para crescer, foram compartilhados hoje (24), por Nicolas Scridelli, CEO de Triider e habitissimo, ao participar da 432ª edição da Série Lives – Entrevista ClienteSA.

Começando pelo esclarecimento detalhado da relação entre Triider e habitissimo dentro da Junto Somos Mais, o executivo explicou que elas passaram a fazer parte desse ecossistema, como uma unidade de negócio do grupo, a partir da evolução que a joint venture veio apresentando. Criada para ser um programa de fidelidade conectando inicialmente lojas de materiais com as indústrias, acabou incluindo também a atividade dos profissionais de obras, impulsionando um crescimento em diversas vertentes, principalmente diante da percepção de que poderia ajudar efetivamente todo o segmento a crescer à base do desenvolvimento de vários negócios dentro de casa, com o protagonismo de quatro principais atores: indústria, varejo, profissionais de obras e o cliente final.

Ao incrementar soluções e serviços para o consumidor na ponta da linha, os avanços da digitalização se tornaram imprescindíveis. Então, nessa esteira, tomou a decisão de adquirir a startup gaúcha Triider, em 2020, e a operação brasileira da espanhola habitissimo, em julho do ano passado. “Essas são as duas pernas da JSM para conectar a oferta de profissionais de obras e reformas com as demandas do consumidor final.” Segundo ele, enquanto a Triider está voltada para os pequenos serviços essenciais de uma moradia ou estabelecimento, oferecendo a experiência ponta a ponta dentro do app, a habitissimo está focada nos serviços de maiores, tais como construção de casas, grandes reformas, etc.

“Internamente, elas se constituem em um único time cuidando de todos os atendimentos e necessidades, enquanto para os compradores, são empresas distintas atendendo necessidades específicas.”

Chamado há cinco meses para liderar essa integração e a nova dinâmica, Nicolas contou que se, por um lado, no âmbito da Triider, o cuidado foi manter a cultura e o modus operandi já bem-sucedido da empresa, mantendo no quadro seus fundadores, já com a habitissimo, com todos os colaboradores trabalhando de forma remota, lá da Espanha, demandou maior grau de adaptação, além de replicar, com êxito, em pouco tempo, a  expertise de um negócio desenvolvido em mais de uma década do nível global para a plataforma bem dentro das características do país. Na sequência, ele contou um pouco da sua trajetória profissional que o levou a ser conduzido ao enfrentamento desse desafio. Engenheiro agrônomo de formação, enveredou pela tecnologia, apaixonando-se pelas metodologias ágeis e empreendedorismo criativo das startups, passando por Cabify e OYO. Até que, pôde mergulhar, já no grupo Junto Somos Mais, no mundo da construção como head na área comercial, experiência que lhe permitiu conhecer com profundidade as dores dos clientes diante das necessidades em obras e reformas, notadamente com o crescimento do “faça você mesmo” com a pandemia e as dicas de internet.

Essa imersão lhe preparou para entender as nuances de um trabalho que é identificar os melhores profissionais do setor, entendendo também suas necessidades e características e mantendo sua atividade sob constante recorrência de clientes. E, de outro, aprofundar o conhecimento do consumidor final, algo bem ajudado pelo manancial de dados que um grupo da magnitude do JSM pode proporcionar. Afinal, lembrou Nicolas, trata-se de um ecossistema que engloba quase 90% das mais de 130 mil lojas de materiais de construção do país, representando mais de 1,2 milhões de agentes envolvidos, entre varejistas, vendedores e profissionais de obras, além de uma loja virtual que movimentou mais de R$ 8 bilhões no ano passado.

Depois de explicar em detalhes de que forma a cultura do on-line, nesse segmento tem favorecido de maneira significativa tanto ao cliente final, já inserido no mundo digital, quanto os profissionais do setor – que viram na plataforma o melhor meio de energizar suas atividades -, o CEO mostrou como ocorre, na prática, essa aceleração da conexão entre as pontas do setor de construção e reformas. Ele pôde descrever ainda de que forma o ecossistema da Junto Somos Mais tem também feito a inclusão do pequeno lojista no mundo do digital, no qual ele enxerga um potencial ainda incomensurável, e estabeleceu as diferenças existentes entre o segmento no país e seu desenvolvimento no mundo.

O vídeo com o bate-papo na íntegra está disponível em nosso canal no Youtube, o ClienteSA Play, junto com as outras 431 lives realizadas desde março de 2020. Aproveite para também para se inscrever. A Série Lives – Entrevista ClienteSA encerra a semana amanhã (25), com o Sextou, que debaterá o tema “Proptechs: De onde vem a inovação no setor imobiliário?”, tendo como convidados Julia Fulco, head de comunidade da Terracotta Ventures, Daniel Gava, CEO e Cofundador da Rooftop e Uriel Frenkel, Co-CEO e sócio-fundador da SI Advisors.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima