Pesquisa revela perfil da TI no Brasil

0
0


Pesquisa realizada, durante os meses de abril e maio, pela MBI (Mayer e Bunge Informática) em parceria com a 5A Consultoria em Gestão, mostrou o diagnóstico da área de TI (Tecnologia da Informação) dentro das organizações brasileiras, visto com os olhos dos responsáveis por sua gestão, os CIO (Chief Information Officer). A pesquisa, intitulada de “Práticas brasileiras & Tendências no Portfólio Management de TI”, coletou informações com 1500 profissionais.

Os resultados constataram um nível muito elevado de consciência sobre a importância do Portfolio Management – maneira de selecionar o conjunto ideal de projetos, organizá-lo e de administrá-lo levando em conta os objetivos estratégicos da empresa. Cerca de 53,2% dos entrevistados consideram o tema importante e 43,5 % o consideram crucial. Porém quando o assunto é implantação da metodologia, 61,3 % dos entrevistados admitem ainda não tê-la implementado, contra apenas 38,7% que já a possuem. Dentre os que já a implantaram, 44% consideram prioritário o aspecto econômico/financeiro, 24% acreditam que o ranqueamento ou check-list é o mais importante, 20% o mapeamento e 8% consideram a otimização.

Sobre a execução do Portfolio Management, a conclusão é que ainda não existe modelo consolidado no Brasil. Quarenta por cento dos pesquisados responderam que a execução cabe ao CIO da organização., 24% ainda estão em processo, 21% responderam que a execução cabe ao PMO da área de TI, 10% responderam ser feita pelo PMO corporativo e 5% por outra área da empresa. Quanto à integração entre os métodos das várias áreas da empresa, 48,4% responderam que existe alinhamento total entre as parte, 46,8% têm alinhamento parcial e 4,8% têm a gestão de TI independente do restante da empresa.

A grande constatação da pesquisa, porém, é que dentro de dois anos, teremos uma avalanche de empresas já utilizando as técnicas de de Portfólio Management: 22,6% responderam que de seis a doze meses já terão seus processos implantados, 22,6% já estão em processo de implementação e 16,1% dos entrevistados deram de um a dois anos para a implantação.

Segundo os organizadores da pesquisa Carlos Perobelli da 5A e Roberto Carlos Mayer, da MBI, “com a coleta das informações, foi possível concluir que o Portfólio Management de TI, está quase incipiente no Brasil, restrita a apenas uma pequena quantidade de empresas e em dois anos esse quadro tende a mudar, com a implementação dentro das organizações”.