Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Recorde no crédito imobiliário!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Em maio, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 9,75 bilhões, recorde histórico. Em termos relativos, observou-se crescimento de 18% em relação a abril e de 54,8% comparado a maio do ano passado. Nos primeiros cinco meses de 2013, os financiamentos imobiliários perfizeram R$ 38,4 bilhões, montante 29,7% superior ao contratado no mesmo período do ano passado. Nos 12 meses compreendidos entre junho de 2012 e maio de 2013, os empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo, SBPE, atingiram R$ 91,6 bilhões, 14% mais do que nos 12 meses anteriores.
No mês de maio, foram financiadas aquisições e construções de 47,6 mil imóveis, crescimento de 17% em relação a abril e de 37% comparativamente a maio do ano passado. Em termos acumulados, entre janeiro e maio deste ano, foram financiadas 191,4 mil imóveis, 10,9% acima das 172,5 mil unidades contratadas no mesmo período do ano passado. Nos últimos 12 meses, até maio, foram financiados 472 mil imóveis, porcentual apenas 0,7% inferior ao do período precedente.
Em junho, os depósitos nas cadernetas de poupança superaram os saques em R$ 6,71 bilhões, o quarto maior desde 1995, quando o processo de estabilização da moeda completava seu primeiro ano. Considerando apenas os meses de junho, o resultado de junho de 2013 foi o maior da série histórica. Nos primeiros semestre deste ano, a diferença entre depósitos e retiradas foi positiva em R$ 19,97 bilhões, montante 60% superior ao observado no mesmo período do ano passado (R$ 12,5 bilhões). O período favorável à captação das cadernetas de poupança começou em março do ano passado e agora se reflete no saldo desses depósitos no SBPE, que se avizinha dos R$ 420 bilhões, em junho, com elevação de 18% em relação ao saldo de junho do ano passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima