Teleperformance investe R$ 64 milhões em novo site

0
3



O foco é garantir a excelência dos serviços. O caminho para isso: investir nos funcionários. Foi essa filosofia que norteou todo o projeto e construção da nova sede da Teleperformance, que acaba de ser concluída. Localizada no bairro da Lapa, zona oeste da cidade de São Paulo, o prédio possui uma área de 26.500 metros quadrados e recebeu investimentos da ordem de R$ 50 milhões entre projeto, construção, tecnologia, equipamentos, cabeamentos e serviços. No total, as instalações comportam três mil posições de atendimento (PAs). Além disso, a companhia também investiu cerca de R$ 14 milhões em treinamento e capacitação ao longo de 2006.

 

A Teleperformance entende que a qualidade de vida dos funcionários influencia diretamente no nível dos serviços prestados aos clientes. Foi por causa dessa preocupação que, depois de alguns meses de pesquisas, escolheu a Lapa para instalar a nova sede. O local selecionado oferece facilidade de locomoção graças à presença de malha ferroviária que tem interligação com o metrô e corredores de ônibus. A grande concentração de universidades num raio de dois quilômetros também foi um dos fatores decisivos, já que a grande maioria dos funcionários da empresas é ou está em fase de graduação.

 

“Acreditamos que para garantir a qualidade dos serviços é preciso ter funcionários valorizados, motivados, bem treinados e bem instalados. É isso que nos diferencia da concorrência e tem atraído novos clientes para a empresa”, diz Paulo César Salles Vasques, presidente da Teleperformance, no Brasil. Em 2006, a Teleperformance conquistou clientes como LG, HP e Unibanco e, neste ano, a Sky.

 

Além disso, a nova sede está localizada em uma área verde com 20 mil m² que oferece opções de lazer como campo de futebol, quadra poliesportiva, quadra de tênis, futebol de areia, espaços para eventos com churrasqueira, etc. Além da busca criteriosa por um local diferenciado, o projeto buscou o que há de mais moderno e saudável em matéria de ambiente, ergonomia e tecnologia de atendimento. Foram analisados detalhes como um piso desenvolvido para dar acústica perfeita às operações, cobertura com tratamento acústico e iluminação natural, sistema de ar-condicionado projetado para ter controle individual por ambiente e mobiliário desenvolvido pensando no bem estar do operador, entre outros detalhes.