Verizon permite transmissão de voz com equipamentos Nortel

0
1


A Verizon, provedor de serviços de comunicações, introduziu a tecnologia de comutação por pacotes para transmissão de voz em seus grandes centros de comutação nos Estados de Nova Jersey e Flórida graças à instalação bem-sucedida de equipamentos da Nortel Networks. Esta ação faz parte do esforço da empresa em implantar, em sua rede nacional, tecnologia de telecomunicações e preparar sua rede para a prestação de serviços integrados de voz e dados.


A instalação é a maior aplicação desta tecnologia para uso em transmissão de voz a ser realizada por uma operadora local na América do Norte. Até então, a implantação desta tecnologia de comutação, em Nova Jersey, completou com sucesso, mais de 1,8 milhão de chamadas de voz. Com objetivo de avaliar a confiabilidade da tecnologia de transmissão por pacotes, a implantação abre caminho para o uso generalizado da tecnologia de comutação por pacotes, tendo em vista as futuras necessidades de transmissão de voz. Esta tecnologia foi desenvolvida com o objetivo de proporcionar à Verizon o roteamento mais rápido de chamadas, aumentar a capacidade de sua rede e prestar novos serviços para os clientes.


A utilização de tecnologia de comutação por pacotes para a transmissão de chamadas de voz é conhecida como trunking de voz sobre comutadores ATM, ou seja, VToA (Voice Trunking Over ATM). ATM (Asynchronous Transfer Mode) significa o modo de transferência assíncrono, uma tecnologia de alto desempenho de multiplexação e comutação, baseada em células, historicamente utilizada na transmissão de dados.


Na comutação por pacotes, grupos de mensagens – voz e dados – com diferentes origens podem compartilhar a mesma linha de comunicações, resultando no uso mais eficiente das linhas e da capacidade existente de transmissão. Obtém-se assim uma vantagem significativa sobre a comutação por circuito, a tecnologia usada pelas atuais redes de telecomunicações, que utilizam linhas de comunicações dedicadas à mesma origem e destino. Uma outra vantagem da comutação por pacotes em relação à comutação por circuito é que, na primeira, ocorre a pronta distribuição pela rede, o que resulta em uma infra-estrutura com maior capacidade de sobrevivência em caso de problemas na rede.