ACSP aponta otimismo do consumidor

0
1


O Índice Nacional de Confiança ACSP/Ipsos, elaborado pela Ipsos Public Affairs para a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), revela que a confiança do consumidor brasileiro aumentou, passando de 144 pontos em outubro para 145 em novembro deste ano, nível maior que o de janeiro, com 130 pontos. Esse índice resulta de mil entrevistas realizadas em 70 cidades de nove regiões metropolitanas brasileiras.

O INC ACSP/Ipsos mostra que a região Norte/Centro-Oeste ainda é a que apresenta maior otimismo, embora tenha apresentado uma queda no número anterior indo de 170 para 151 pontos. A região Sul registra um aumento otimista, porém mantém o nível mais baixo, com 124 pontos. A região Sudeste também registrou aumento, passando de 142 pontos em outubro para 150 em novembro.

Analisando os componentes do INC ACSP/Ipsos verifica-se que embora a maioria não considere a situação financeira pessoal boa, há otimismo com relação ao futuro, mas existem sinais de temor quanto ao emprego, pois o número de pessoas conhecidas que perderam o emprego em novembro aumentou. As intenções de compra se mostram estáveis, na média, para os próximos 30 dias, mas com ligeiro crescimento para roupas, geladeiras, telefones celulares e computadores. Para fogões, máquinas de lavar roupas, televisão, aparelho de som e DVDs verifica-se retração. No planejamento orçamentário destaca-se a queda da intenção de colocar dinheiro na poupança e aumento na intenção de fazer nova prestação e pagar dívidas vencidas.

Para o economista da ACSP, Emílio Alfieri, o Índice Nacional de Confiança ACSP/Ipsos mostra que o consumidor está otimista, apesar dos dados da economia, no momento, não serem muito favoráveis em relação ao nível de atividade. “Apesar do declínio da confiança nas regiões mais otimistas e do conhecimento sobre pessoas que estão perdendo o emprego, a população continua otimista; por isso o INC atingiu o maior resultado desde abril do ano passado”.