Brasileiros são receptivos à biometria

0
12
A cada dez consumidores, 9 estão familiarizados com a biometria. É o que aponta pesquisa da Visa, realizada em parceria com a AYTM Market Research. Os brasileiros têm uma forte percepção de que a biometria é mais rápida (85%) e mais fácil de utilizar (89%) do que senhas. Além disso, hoje, quase a metade dos brasileiros pesquisados (48%) já percebe que a biometria é mais segura do que as senhas. E 46% acreditam que usar biometria pode ajudar a eliminar a necessidade de se lembrar de várias senhas. Tanto que a maioria dos consumidores brasileiros já fez uso do reconhecimento de suas impressões digitais, com 6 em cada 10 pessoas usando-a regularmente.
A pesquisa mostra ainda que 98% estão interessados em usar pelo menos um método biométrico para verificar a identidade e, coincidentemente, 98% também estão interessados em usar pelo menos um método biométrico para fazer pagamentos. Com isso, mais de três quartos dos consumidores indicaram que se o seu emissor de cartão não oferecer autenticação biométrica, no futuro eles provavelmente trocariam de emissores. “Para os emissores, nunca houve um momento melhor para integrar a tecnologia biométrica aos aplicativos e às experiências de pagamento dos seus clientes”, diz Alessandro Rabelo, diretor executivo de Produtos da Visa do Brasil.
DESTAQUES DO ESTUDO
– Os consumidores brasileiros concordam que a principal finalidade de inserir uma senha é proteger e confirmar sua identidade. Embora a maioria (90%) entenda que seu pagamento é protegido quando usam uma senha, 86% continuam preocupados com a segurança da senha.
– Os consumidores normalmente usam várias senhas: 64% deles não usam senhas únicas para cada conta. Dois terços (66%) abandonaram uma compra on-line porque não tinham acesso ao seu cartão naquele momento e quase três em cada 10 (28%) abandonaram porque não conseguiram se lembrar da senha.
– Em relação ao uso da biometria em pagamentos, o interesse é maior para utilizar o reconhecimento de impressões digitais (63%), mas é significativo também para o reconhecimento ocular (42%) e o facial (41%).
– O reconhecimento de impressão digital é o método percebido como o mais seguro e confortável para os consumidores, seguido de reconhecimento ocular e facial.
– Entre todos os cenários de pagamento on-line, o reconhecimento de impressão digital é o método de autenticação mais desejado, seguido de escaneamento ocular e reconhecimento facial.  Poucos consumidores (3% -10%) não usariam nenhum desses métodos para uma compra online.
– Os consumidores brasileiros são mais propensos a dizer que confiariam em seu banco para armazenar seus dados biométricos (71%), seguido pela empresa de tecnologia de pagamento eletrônico (49%). Apenas 4% dos consumidores não confiariam em nenhuma instituição. Mais de sete em cada 10 consumidores se afastariam de um banco, rede de cartões ou provedor de telefonia celular que não ofereça autenticação biométrica no futuro.