Eleições na Fiesp decide quem será o presidente

0
11



Será conhecido hoje, às 20 horas, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Centro da Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), quem será o novo presidente das entidades mais poderosas do setor empresarial do País. Juntas, as duas entidades detêm o maior peso econômico do País: são responsáveis por 40% do PIB – Produto Interno Bruto. O orçamento da Fiesp e do Ciesp é maior do que o faturamento de muitas empresas de grande porte. Em 2004 chegou aos R$ 919 milhões, sendo que R$ 432 milhões ficou com o Sesi e os outros R$ 416 milhões ficou com o Senai.

Dois candidatos com perfis totalmente diferentes brigam para ficar com a cadeira mais importante do prédio de número 1.313 da avenida paulista, maior centro financeiro da América Latina. De um lado está Claúdio Vaz, 55 anos, economista e industrial. É diretor da entidade e tem o apoio de Horácio Lafer Piva, atual presidente, que ocupa o cargo deste 1998. A oposição lhe chama de burocrata.

Paulo Skaf, 48 anos, empresário, formado em administração, ocupa a presidência da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit) há cinco anos. Nos últimos dias da campanhas, tanto Claúdio como Paulo se comportaram como candidatos à prefeitura de capital. Sairam as ruas a cata de votos, tomaram cafezinho e fizeram refeições improvisadas. Fizeram reuniões com cabos eleitorais e se encontraram com pesos-pesado do empresariado paulista e sindicalistas, além é claro, de procurar informações sobre cada passo do adversário.

Serviço

Quem vota
122 sindicatos (Fiesp)
7.616 empresas (Ciesp)
O orçamento em 2004
Fiesp e Ciesp: R$ 71 milhões
Sesi: R$ 432 milhões
Senai: R$ 416 milhões
O mandato dura três anos e começa no dia 27 de setembro