SPSS incrementa curso de Data Mining para alunos da FGV

0
2

A Fundação Getúlio Vargas e a SPSS anunciaram parceria para incrementar o curso de Data Mining, ministrado aos alunos de graduação em Administração Pública e de Empresas. Pelo acordo, a SPSS fornecerá os softwares para o laboratório do curso e dará toda a assistência técnica necessária.

O objetivo é atender à demanda reprimida de profissionais numa área que é considerada um dos topos das aplicações de software de ponta. Segundo dados do IDC, as aplicações de data mining estão registrando crescimento da ordem de 28% ao ano no mundo, principalmente em aplicações de automação de marketing e vendas.

De acordo com Zilla Bendit, coordenadora da assessoria de desenvolvimento institucional da GV, a Fundação tem um programa denominado Clube de Parceiros, criado em 1992, que busca parceiros e patrocinadores em diversas áreas a fim de promover atividades acadêmicas, que mantenham a excelência da escola e gerem conhecimento aos alunos.

“Atualmente, é preciso que o profissional saiba conversar a respeito de diversas especialidades. Em administração, a importância recai sobre tecnologia, estatística, marketing e finanças”, explica a coordenadora.

A disciplina, que é optativa e tem duração de um semestre, existe desde 1999, e inclui o ensino de técnicas de data mining, postas em prática no laboratório, agora, equipado com 14 softwares Clementine Client e 14 SPSS Base Client. “Mais da metade dos alunos saem com estágio garantido em data mining, tal a carência das empresas por profissionais com formação mais completa, que tenham conhecimentos da tecnologia e entendam como a ferramenta pode ajudar a avaliar as reais oportunidades de mercado. Este é um importante diferencial para a GV,” informa Zilla.