Crédito certeiro

0
24

O mercado de crédito enfrentou alguns
desafios no ano de 2015, devido à crise econômica que esteve presente durante
todo o ano. Para 2016, a expectativa é de que a fase negativa permaneça. “Nossa
expectativa é que, infelizmente, a gente continue vivendo um ano em que o
crédito ficará mais escasso”, afirma Marcela Kawauti, economista chefe do SPC
Brasil. Isso deve ocorrer tanto por parte do consumidor, que está consumindo
menos, pois está com baixa confiança, quanto por parte dos bancos, que, devido
à alta inadimplência estão mais restritos na concessão. “A escassez de crédito
vem tanto do lado da oferta quanto do lado da demanda”, diz a economista.

Para superar o momento de crédito
restrito, segundo Marcela, o importante é continuar concedendo crédito, porém,
para a pessoa certa. “
Apesar de o crédito estar mais
escasso, ainda existe a vontade de dar crédito, até porque tem algumas empresas
que vivem disso, como bancos, por exemplo. Então, é importante continuar”,
afirma a executiva. Nesse momento, portanto, a análise de crédito se torna uma
ferramenta ainda mais importante para o setor. “A principal forma de trabalhar
é um pouco mais de análise com uma análise cada vez mais criteriosa”, diz.

Por fim, o ano de 2016 exige preparação
por parte das empresas do setor para conseguir driblar a crise. “
Esse é um ano em que temos que nos deparar com uma situação diferente,
uma situação nova, uma economia mais fraca então tem que ter uma atitude nova
também, não tem jeito”, completa Marcela.