Está tudo nas mãos do atendente?

0
19



Em um momento em que a economia brasileira aquecida leva as empresas de crédito e cobrança a lidarem com diversos devedores e com negociações constantes, há, também, a necessidade de se desenvolverem, cada vez mais, ações voltadas para o engajamento dos atendentes, ao encontro dos ideais das corporações e na busca pelas metas e resultados. Essa afirmação é compartilhada pela gerente de Recursos Humanos da Localcred, Adriana Mattos. “O grande desafio fica para a área de RH que, constantemente, precisa mediar os interesses dos colaboradores com os interesses e objetivos da organização. Desenvolver programas que façam o colaborador sentir-se ouvido, valorizado, acolhido e parte efetiva da empresa”, aponta.


Para tanto, outro ponto estratégico é ter uma gestão positiva, que foque em resultados e no bem estar das equipes de atendimento, que deve ser promovida não somente durante o tempo do funcionário na empresa, mas já nos processos seletivos. “Quando a contratação é feita de forma assertiva, com planejamento e execução respeitosa e transparente ao candidato, a possibilidade de reter bons colaboradores aumenta” afirma a Coach e Consultora de RH, Deise Cerqueira. 


Por outro lado, a falta de procura pelas vagas disponíveis para atendentes, muitas vezes, pode modificar todo o planejamento de seleção dos perfis mais adequados e das metas programadas. “A escassez de profissionais para contratação faz com que algumas exigências ou desejos previamente estabelecidos para a contratação sejam flexibilizados durante o processo. E isso não é feito pela vontade do selecionador, mas, simplesmente porque se não for assim, a vaga não é preenchida” esclarece o consultor e diretor da V2 Consulting, Vladimir Valladares.


Com o foco nessa realidade vivida pelas empresas de crédito e cobrança e que impacta diretamente na relação entre os gestores e seus clientes, o portal Crédito e Cobrança traz, com exclusividade, um especial que fala sobre os caminhos para se engajar as equipes de atendimento com os resultados almejados pelas corporações.


Através dos depoimentos de gerentes e consultores de RH, a questão da seleção, manutenção, prosperidade e longevidade dos atendentes é analisada por diferentes formas, apresentando seus questionamentos, perspectivas, probabilidades, diante de um mercado cada vez mais inflamado pela inadimplência. Boa leitura!