Fim do mês sinônimo de carteira vazia

0
20



Apesar da maioria dos brasileiros afirmarem que a situação financeira melhorou nos últimos dois anos, o dinheiro continua curto: 73% ficam com a carteira vazia antes do mês acabar. É o que revela pesquisa do Ibope, encomendada pelo Instituto Geoc e Serasa Experian. Dessa forma, 23% deixaram algum débito pendente no último mês. Entre eles os inadimplentes, 87% frequentemente chegam sem dinheiro no fim do mês.

 

A pesquisa mostra também que um terço dos entrevistados não sabe quanto deve e apenas 54% sabem qual a porcentagem da sua renda está comprometida com dívidas. Além disso, 46% dos entrevistados declararam resolver suas pendências financeiras renegociando valores e prazos. Quando questionados sobre as contas que não deixam de pagar, os entrevistados responderam: luz (66%), água (57%), supermercado (40%), gás (23%), telefone fixo (21%), fatura do cartão de crédito (19%) e aluguel (16%).

 

Mais, oito em cada dez participantes utilizam algum tipo de alternativa de crédito. O cartão de crédito lidera a lista (54%), seguido de cartão de loja ou supermercado (29%), carnês de lojas (29%), financiamento de veículos (18%), cheque especial (16%), empréstimo pessoal em banco (15%) e empréstimo consignado (10%). “Em média, o brasileiro possui 2,4 cartões de crédito, mas 58% não pagam a fatura integral. Entre os inadimplentes essa porcentagem sobe para 67%”, destaca a diretora da Unidade de Negócios e Serviços do Ibope, Sílvia Cervellini.

 

O vice-presidente do Instituto Geoc, Carlos Zanchi, ressaltou que nos últimos cinco anos, 35 milhões de brasileiros tomaram crédito pela primeira vez. “A baixa renda que ascendeu para a classe C ainda não tem o domínio dos juros. Precisamos olhar com atenção para essa parcela da sociedade e oferecer para eles educação financeira urgente”.