Inadimplência do consumidor sobe 4,45%

0
4



A inadimplência do consumidor registrou alta de 4,45% em abril de 2012, na comparação com o quarto mês de 2011, segundo dados do SPC Brasil, Serviço de Proteção ao Crédito. A alta da inadimplência registrada em abril é consequência do cenário macroeconômico mais favorável ao consumo em 2012, com reduções de tributos para itens industrializados e a recuperação mais forte do crescimento interno, que se ampara em políticas expansionistas como a redução dos juros básicos, na avaliação da CNDL, Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas.

 

Entre abril e março de 2012, segundo dados do SPC Brasil, a inadimplência registrou recuo de 4,79%. Já no acumulado do ano, ainda devido à forte queda observada na comparação entre março de 2012 contra março de 2011, a inadimplência acumula queda de 1,50%.

 

Em relação às consultas no SPC Brasil, que refletem o nível de atividade no varejo, abril apresentou alta de 3,02% ante o quarto mês de 2011. O número anual das vendas no varejo ficou positivo em abril, com crescimento acumulado de 4,28%.

 

Os números de cancelamento de registros foram positivos em abril, apresentando alta de 6,04% ante o mesmo mês de 2011. Já a comparação com o mês de março, sem ajuste sazonal, revelou queda do indicador, de 1,26% nos cancelamentos de registros junto ao SPC Brasil. No acumulado do ano, a recuperação de crédito registra alta de 2,15%. “O número positivo e alto de recuperação de crédito foi uma boa notícia, e praticamente compensa a alta da inadimplência em abril, porque, se observarmos percentualmente o estoque de devedores, mais gente saiu do que entrou no cadastro de maus pagadores em abril”, informa o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.