O Brasil que enrola o Cliente: em resposta a um leitor….

0
9



Publiquei esta resposta, a um comentário que recebi em relação a meu último post. É bom receber comentários dissonantes e que contestam minha  visão. A discussão enriquece o tema. Como o comentário nem sempre é lido, reproduzo-o aqui para que todos possam lê-lo e comentar.

 

“Saber criticar é facil dificil é apresentar uma solução”, escreveu o leitor. Entendi que a leitura de meu post o fez acreditar que a gente sabe criticar, porém não sabe apresentar soluções. Acho que ele está errado, mas isto é minha opinião pessoal. Qual a de cada um de vocês?

 

Bem, segue a minha resposta. Seria ótimo ter mais comentários a respeito. Aguardo.

 

” Concordo totalmente com você quanto a dificuldade de se apresentar soluções.

 

Discordo, no entanto, que seja fácil criticar.

 

Não estou falando dessas críticas irresponsáveis e sem motivo. Mas daquelas que são resultado de um calvário indefinido, resultado de um péssimo atendimento e da dificuldade de se apresentar soluções por parte das empresas. 

 

A crítica é resultado, meu caro leitor, do sentimento de frustração e irritação por se pagar por um seviço e não tê-lo. E isso não é nada fácil. Da revolta por ter um atendimento em um call center, onde as pessoas são mal preparadas e não conhecem os produtos sobre os quais prestam serviços. E finalmente, por ter que se conformar que é este o padrão. A crítica é resultado desta experiência nada fácil de ser cliente destas empresas.

 

Ainda em relação a dificuldade de se apresentar soluções, entendo que esta é uma obrigação das empresas prestadoras de serviços e seus executivos e não de seus Clientes.

 

O Cliente critica quando se sente lesado, enganado, enrolado. Este é o papel daquele que paga por um serviço de qualidade e não o tem.   O Cliente pode,  é claro,  e deve contribuir. Mas os executivos destas empresas raramente  o escuta, não responde, o  ignora.  O que lhe resta a fazer senão a crítica pura? O desabafo?

 

Escutem o Cliente e terão soluções excelentes!

 

Diria ainda, caro leitor, para finalizar, que é fácil responder que criticar é fácil. O difícil é aceitar as críticas. É muito mais fácil aceitar prêmios.

 

Estarei sempre a disposição para apresentar soluções, quando estiverem dispostos a me escutar com a humildade daqueles que reconhecem que precisam melhorar e não a soberba daqueles que já se acham os melhores.”




1 COMMENT

  1. Seu posicionamento está correto, Ênio. O colega leitor foi infeliz em sua colocação. Se as empresas investissem SERIAMENTE em ouvidoria (não o que se vê por aí), certamente descobririam o enorme valor que essa área agrega à qualidade de seus serviços…, mas acredito ser, ainda, uma questão de cultura – lamentavelmente. Veja, à propósito, a matéria do dia 10/6 do colunista Vladimir. E o pior é que, enquanto isso não muda, nós clientes é que penamos com esse “atendimento”!

  2. Criticar é mais fácil ainda quando nos dão motivos para isso. Recebi o e-mail do atendimento via site da Brasil Telecom (cansei de ouvir a música interminável do 0800). Qual a resposta? Para resolver o problema, deveria ligar para o 0800. Pergunto: porque manter um serviço que não serve para nada? Poderiam reduzir o quadro, as despesas e a nossa conta. Ou aprender a atender bem.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Previous articleO Brasil que continua enrolando o Cliente, as operadoras contra-atacam!
Next articleIV Congresso Brasileiro de Publicidade