Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Consumidores querem mais opções de autoatendimento

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Paul Jarman, CEO da Nice inContact

Estudo compara as perspectivas de empresas e consumidores em relação ao autoatendimento e canais digitais

Embora 81% dos consumidores digam que desejam mais opções de autoatendimento, apenas 15% expressaram um alto nível de satisfação com as ferramentas disponibilizadas até agora. A informação faz parte do Relatório Digital-First Customer Experience 2022, divulgado pela Nice, destacando lacunas significativas entre as percepções da empresa e do consumidor dos atuais canais digitais e de autoatendimento. Os dados mostram que 53% dos consumidores estão muito satisfeitos com seu serviço de autoatendimento, enquanto 95% das empresas relatam um grande aumento nas solicitações de autoatendimento em 2021, indicando um rápido crescimento na demanda do consumidor por mais velocidade e conveniência.

O relatório foi desenvolvido para comparar as perspectivas de empresas e consumidores em relação ao autoatendimento e canais digitais, com base nas respostas de 1.320 entrevistados nos Estados Unidos e no Reino Unido. A Nice observou que as expectativas dos consumidores estão aumentando à medida que os canais digitais e de autoatendimento proliferam e evoluem, o que levou as empresas a buscar insights sobre a experiência do cliente e a fidelidade à marca.

De acordo com Paul Jarman, CEO da NICE CXone, “o relatório visa atender a essa necessidade, revelando possíveis pontos cegos entre os provedores de serviços e ajudando-os a melhorar suas opções digitais e de autoatendimento. Por exemplo, embora 36% dos consumidores digam que gostariam que as empresas tornassem seu autoatendimento mais inteligente, menos de 11% das empresas estão priorizando isso”.

O estudo indica que 95% dos consumidores dão grande importância ao atendimento ao cliente, o que afeta a fidelidade à marca. O autoatendimento on-line e o fácil acesso aos seus canais preferidos são dois dos principais fatores de atendimento ao cliente em sua decisão em relação à fidelidade à marca. A maioria dos consumidores (57%) entrevistados disse que abandonaria uma marca após uma ou duas interações negativas de atendimento digital, mas a maioria das empresas tende a subestimar a rapidez com que isso pode acontecer. No entanto, a pesquisa mostra que as companhias reconhecem a importância dos canais digitais atuais para os consumidores e estão tentando melhorar sua disponibilidade. Em 2022, os principais canais digitais que as empresas planejam expandir significativamente são chat (47%), acesso ao site (44%) e opções de pesquisa (42%).

Para Jarman, “evitar atritos é o fator chave hoje em moldar opiniões e diferenciar entre marcas que os consumidores amam e aquelas que eles sentem que não valem o seu tempo. Realizamos a pesquisa para fornecer às empresas o ponto de vista do consumidor e ajudá-las a definir prioridades que impulsionem experiências sem atritos. Enquanto se concentra nas interações digitais, nosso relatório ressalta a importância dos canais assistidos por agentes e de autoatendimento, com as empresas desejando principalmente a capacidade de escolher a opção que preferirem a qualquer momento. Isso confirma a necessidade do CXi – Customer Experience Interactions – uma nova abordagem que se concentra na jornada digital do cliente de ponta a ponta, exigindo uma plataforma completa de experiência”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima