De olho no futuro

0
1



O VI Encontro com Presidentes teve início com a jornalista Fátima Turci que mediou o primeiro painel, onde foram abordadas as tendências de mercado e o cenário econômico brasileiro para os próximos anos. Celso Martone, economista e professor titular do Departamento de Economia da FEA/USP, apresentou perspectivas econômicas, construindo um panorama do atual cenário de crescimento do país e as cargas tributárias existentes. Trazendo assim, um ponto de partida para o debate.


A questão fiscal que dificulta o crescimento das empresas foi comentada por Paulo Neto Leite, presidente da Dedic. “A carga fiscal é um entrave o crescimento. Para as empresas, convencer acionistas a investirem é um grande desafio”.


Já para Miguel Ignatios, presidente da ADVB-SP, é necessária uma atuação mais profunda na cobrança pelo desenvolvimento sustentável do país. “A iniciativa de pressionar pela reforma tributária deve partir do empresariado”, afirma.


Além disso, as empresas devem apostar na competitividade. “No dia-a-dia, as empresas devem investir no preparo dos funcionários para ter mais competitividade, gerando crescimento”, declara João Leme, presidente do Geoc e ML Gomes.


O presidente da Abemd, Efraim Kapulski, alertou sobre a atenção ao cliente. “Quem está no poder hoje, são o clientes. Independente da economia, temos que nos adaptar às suas necessidades”.


Finalizando o painel, Gilberto Fischel, presidente da IOB, também frizou a importância da mobilização do setor corporativo quanto à redução da carga tributária e suas burocracias. “Além de ter que pagar, o outro problema é a complexidade do processo de tributos”.


 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDe olho no futuro
Próximo artigoPara quem eu vou vender?