Inadimplência apresenta leve aumento

0
0


Os números de cheques sem fundos e o volume de títulos protestados tiveram leve crescimento em novembro, de acordo com a pesquisa realizada pela Equifax, empresa fornecedora de soluções para gestão de negócios. Com total de 2.901.236 cheques devolvidos, o aumento foi de 1,82% em comparação ao mês de outubro deste ano, mas o estudo também indica queda de 16,68% em relação a novembro de 2005. A retração ainda foi revelada nos onze meses acumulados do ano, em que o número de cheques devolvidos, por falta de fundos, foi 3,98% menor se comparado ao mesmo período do ano passado.

“O leve aumento de cheques sem fundos em relação a outubro deve-se a um efeito sazonal, repetido nos últimos três anos. Contudo, em 2006 o crescimento foi menor do que nos anos anteriores”, explica Alcides Leite, coordenador do Centro de Conhecimento Equifax. Segundo o executivo, as comparações entre os meses de novembro (2005 e 2006), e entre o onze meses acumulados nesses dois anos, indicam que houve uma queda na inadimplência, resultado do aumento da renda familiar, do recuo da inflação, da redução nos juros e da queda do desemprego.

O consultor da Equifax informa, ainda, que os números de inadimplência mostram uma curva decrescente no segundo semestre de 2006. “Mesmo o leve crescimento no volume de cheques devolvidos em outubro e novembro não influenciou o comportamento da tendência de queda da inadimplência”, conta Alcides.

Quanto ao volume de títulos protestados, a Equifax registra aumento de 2,28% em relação a outubro, embora também haja queda de 2,39% se comparado a novembro de 2005. Foram 727.788 protestos em novembro de 2006 contra 711.550 no mesmo de outubro e 745.644 registrados em novembro de 2005. “Ao contrário do que acontece com o número de cheques devolvidos, a quantidade de protesto segue crescendo no segundo semestre deste ano, tendo recuado somente no último mês de setembro”, completa Leite.