Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Alternativa para o novo cenário econômico

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



A nova ordem econômica global tem exigido uma postura de maior controle e busca por soluções inteligentes nas empresas. Pressionadas por lucratividade, hoje, mais do que nunca, estas organizações precisam focar em seu core business a fim de manter a competitividade no mercado. Por conta disso, a transparência e a governança corporativa, atreladas à redução de custos, têm se tornado requisitos-chave para o crescimento contínuo dos negócios.

Dentro deste contexto, a terceirização de processos (Business Process Outsourcing – BPO) surge como uma grande aliada, permitindo à organização delegar atividades operacionais a fornecedores experientes com grandes vantagens para as corporações. Atualmente, essa terceirização está bastante focada em processos funcionais como finanças e contabilidade, recursos humanos, compras, help desk de TI e contact centers, além de processos específicos por indústria como back-office bancario, seguradoras, processadoras de cartões de credito e Supply Chain principalmente para indústrias de processo e Manufatura. Porém, à medida que o BPO for amadurecendo no mercado brasileiro, novos departamentos e atividades poderão adotar o serviço.

As expectativas de crescimento do mercado de BPO são ambiciosas na América Latina, sobretudo no Brasil. Segundo recente estudo da Frost & Sullivan sobre tendências e futuras demandas por esses serviços, 40% das empresas pesquisadas têm planos de contratar um provedor de BPO no curto prazo.

É importante reforçar que o BPO é uma ferramenta moderna de gestão que traz intrínseco o conceito de transformação. Isso quer dizer que os processos passarão por uma mudança estrutural, reforçando a cadeia de valor dentro da empresa. E não apenas serão executados por outra companhia. Ou seja, o BPO alavanca vantagens competitivas que serão essenciais no ambiente de negócios, como reter e fidelizar clientes, proporcionar uma inovação e gerar rapidez na tomada de decisão. Por isso mesmo, o fornecedor do serviço não deve apenas realizar operacionalização eficiente das atividades, mas precisa, principalmente, estar alinhado ao negócio do seu cliente, acompanhando suas necessidades e permitindo a evolução do negócio e o surgimento de melhorias.

Outros benefícios desta terceirização que se destacam são a maior agilidade por meio de uma comunicação clara entre as áreas; redução de custos e controle dos processos mediante o uso de padrões de negócios, tornando-os mais fáceis de gerenciar; e melhor governança corporativa com a organização dos processos. E ainda, a união de todos estes fatores garante maior transparência e eficiência nas questões que regem a organização, permitindo que o time de executivos tome decisões mais certeiras e alinhadas ao core business.

Em 2009, vivemos os impactos da turbulência econômica e financeira que tomou conta de todos os mercados mundiais. Num panorama adverso, a competitividade torna-se ainda mais acirrada. Agilidade para atender à demanda cada vez mais oscilante é imprescindível. A cada dia surgem novos comportamentos e hábitos de consumidores, novas tecnologias, novos produtos e novos concorrentes. Esse cenário exige das empresas uma infraestrutura dinâmica que se adapte rapidamente à realidade, atendendo às novas demandas. O BPO pode ser uma das respostas nesse sentido. O fato é que, nesses novos tempos, dispor de todas as ferramentas para ampliar e aprimorar os negócios é questão primordial e até mesmo de sobrevivência.

Ivan Sá é executivo de BPO da IBM Brasil. ([email protected])

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima