Epson aposta noatendimento

0
2



Há mais de 10 anos apostando na internalização do callcenter, a Epson Brasil decidiu que esse era o momento certo para reformular a operação. A primeira medida foi terceirizar o serviço de atendimento com a Sitel. “Na época em que iniciamos a operação, a disponibilidade desse serviço por terceiros era baixa e a qualidade, até certo ponto, questionável”, aponta Lívio Pereira, diretor de serviços de suporte da companhia. Porém, com a profissionalização do setor nos últimos anos, a empresa viu que poderia oferecer um serviço de melhor qualidade para o cliente se entregasse o callcenter a uma empresa especializada. “Além disso, com a transferência do serviço, é possível focar o planejamento de recursos na atividade principal da empresa”, completa. Com a mudança, também veio a ampliação do horário de atendimento em cinco horas diárias.

Apesar de não possuir resultados numéricos da mudança, o diretor da Epson aponta já ter percebido uma diminuição nas filas de espera do atendimento. “Há também relatos de atendentes dizendo que usuários elogiaram a rapidez de solução das dúvidas. Ampliamos a disponibilidade para o cliente e isso trouxe uma resposta positiva de satisfação”, resume. Para chegar a esses feedbacks, a empresafaz pesquisa de satisfação: no ato da ligação, caso o cliente se disponha a ficar na linha, ou posterior a ela, caso este esteja com tempo restrito.  “A avaliação engloba como foi o tratamento e se ele realmente solucionou a dúvida ou problema do cliente”, relata Pereira.

Além do callcenter, a Epson também possui atendimento por e-mail. Pereira aponta que, embora o telefone seja um meio mais rápido de resposta, ele não permite que se anexe figuras, esquemas e ilustrações que possam facilitar o entendimento do cliente, por isso é necessária também a opção via internet. “Então a efetividade de um ou do outro, na verdade, vai de acordo com a necessidade do cliente”, explica.Para o futuro, a operação brasileira pretende expandir a atuação nas redes sociais. “Nós estamos nos preparando uma vez que a Epson America já tem e a nossa matriz nos Estados Unidos também”, aponta. O uso planejado será como uma ferramenta de marketing, com possibilidade de também passar a atender.

 

Callcenter em casa

Seguros Unimed leva operação para a sederecém-inaugurada em São Paulo

A Central de Relacionamento da Seguros Unimedestá de endereço novo. A operação mudou para a sede da companhia recém-inaugurada em São Paulo. A decisão de transferir o callcenter para o mesmo prédio que abriga a alta direção traduz a importância atribuída pela empresa ao relacionamento com clientes. “Com a transferência da nossa equipe de callcenter para o edifício central da companhia, a Seguros Unimed quer sublinhar a importância que damos ao atendimento”, destaca Rafael Moliterno Neto, presidente da Seguros Unimed. A central conta com 56 posições de atendimento distribuídas em três andares, especialmente projetados para receber esse serviço. Todos os funcionários do setor têm acesso ao refeitório e ao espaço de descompressão, onde podem descansar e relaxar. Além disso, o prédio, construído na década de 70, foi totalmente reformado e incorpora os conceitos de sustentabilidade.

 

Renault é o novo cliente do Voxline

Montadora contrata o serviço de monitoria de qualidade para melhorar atendimento e identificar oportunidades de negócio

A Renault é o novo cliente do Voxline Contact Center para serviços de monitoria de qualidade. A montadora busca, com a parceria, melhorar o Serviço de Atendimento ao Cliente e identificar oportunidades de negócio e de aperfeiçoamento de processos. Com o conceito de terceira geração em monitoria da qualidade, oVoxline oferecerá à Renault, relatórios que monitoram o agente de relacionamento e de forma amostral, uma análise do negócio, proporcionando novas soluções e possibilidades. “Foi uma satisfação muito grande a conquista desse cliente, pois tanto a matriz na França, quanto a equipe do Brasil buscavam uma empresa diferenciada neste serviço e o Voxline apresentou as ferramentas mais inovadoras e know-how para realizar esse serviço”, conta Luciana Costa, gerente comercial Voxline.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCadê os clientes 3.0?
Próximo artigoPróxima parada, México